Desenvolvedor fala se a pirataria afetou ou não The Witcher 3


The Witcher 3: Wild Hunt foi lançado sem DRM no GOG, o que significava que se você quisesse, você poderia simplesmente comprar o jogo e dar uma cópia a um amigo, ou a um inimigo ou a uma pessoa que você nem conhece, o que obviamente, facilita e muito a pirataria, o que vai de encontro com o que a maior parte dos jogos AAA fazem hoje.

Marcin Iwiński, desenvolvedor da CD Projekt Red falou em uma entrevista na infoShare 2016 (em vídeo que você pode assistir no fim do post) sobre como essa atitude afetou, ou melhor não afetou em nada as vendas de The Witcher 3 e como isso estava nos planos da CD Projekt Red desde o início do planejamento.

Veja uma parte da conversa abaixo:

“Nós lançamos The Witcher 3 sem nenhuma proteção de copia. Então no primeiro dia você poderia baixar o game na GOG e dar a um amigo e ainda assim nós vendemos quase 10 milhões de copias nas 3 plataformas. O fato pirataria foi irrelevante, porque nós não podemos forçar as pessoas a comprar coisas. Nós apenas podemos convence-las a fazer. Nós acreditamos na cenoura e não na vareta. Nós vimos muitas vezes comentarios que diziam ‘Hey, eu não posso pagar pelo jogo enquanto ele ainda está com preço cheio, mas esses caras são tão justos e nunca estão contra nós. Eles estão sempre tentando fazer algo bom, adicionam muito valor ao jogo, dão DLCs de graça, dão conteúdo de graça que eu comprei o jogo quando ele estava mais barato’.

Em países com renda mais baixa, as pessoas simplesmente não podem pagar por um jogo de 50 dólares. Então talvez o nosso preço de oferta em alguns países não seja justo. Por exemplo, nós temos preços mais baixos na Rússia.

Nós não gostamos quando as pessoas roubam o nosso produto, mas nós não vamos caça-los e coloca-los na cadeia por isso. Nós vamos pensar melhor em como convence-los a comprar o produto. E convence-los de uma forma positiva, para que eles comprem na próxima vez e para que eles fiquem feliz com o nosso jogo e eles vão dizer aos seus amigos para não pirateá-lo.

E o engraçado é que quanto mais nós vamos por esse caminho, mais nós vemos em fórum e no Reddit um cara dizendo ‘hey, onde eu posso baixar The Witcher 3?’ e então 10 caras respondem ‘Eu idiota, não baixe esse jogo. Esses caras são justos, eles são os únicos caras justos na indústria, você deveria comprar o jogo’.

E eu não tenho certeza de que esse cara comprou ou encontrou um link para baixar, mas ainda assim, essa é uma excelente atitude. ”

Essa atitude da CD Projekt Red pode ser percebida até mesmo dentro dos games, onde o jogo faz graças de personagens chamados DRM e DLC no game principal e na última expansão lançada para o jogo. A atitude também pode ser vista na forma como a CD Projekt Red anunciou que patchs para correção de bugs estariam disponíveis para todo mundo, mesmo para quem não adquiriu o game oficialmente.

Confira a entrevista inteira abaixo:


Patreon de O Vértice