The Witcher: O Último Desejo - Andrzej Sapkowski | Crítica

Com todo o hype criado com o lançamento do excelente The Witcher 3 para PC e os consoles da nova geração, a editora WMF Martins Fontes acabou relançando, em uma nova edição com capas com clara alusão ao jogo, a saga de livros - sim, livros! - na qual a trilogia de jogos do bruxo Geralt se baseia.

E olha que esse sucesso não começou ontem. O primeiro livro da saga de 7 (todos já escritos) foi lançado em 1993, ou seja, há mais de 20 anos! Os livros, considerados ícones culturais da Polônia, ficaram famosos em todo o mundo e as histórias do Bruxo Geralt de Rívia e suas aventuras em vários reinos se tornaram inspiração para um dos melhores jogos da nova geração.

download

O Último Desejo, primeiro livro da saga, é composto por 6 contos com interlúdios entre cada um, totalizando pouco mais de 300 páginas que passam voando, já que cada conto em pouco mais de 40 páginas de média apresenta o problema, o clímax e a resolução do bruxo aventureiro.

Para quem já é fã da saga de jogos, a leitura é cheia de referências a personagens (embora haja alguns nomes diferentes - talvez pelas equipes de tradução) dos jogos, o que torna ainda mais prazeiroso curtir os contos. Para quem ainda não conhece, é uma boa chance de começar uma saga que já teve vários livros escritos e que não enrola o desenvolvimento de personagens, relações e claro, aventuras. Pena que uma obra tão importante tenha recebido uma edição sem tanto capricho na qualidade do papel e capa, algo que os fãs e colecionadores sempre gostam. Mas nem de longe é algo que atrapalhe a leitura.

Confira a sinopse de O Último Desejo, da editora WMF Martins Fontes:

Geralt de Rívia é um bruxo sagaz e habilidoso. Um assassino impiedoso e de sangue-frio treinado, desde a infância, para caçar e eliminar monstros. Seu único objetivo: destruir as criaturas do mal que assolam o mundo. Um mundo fantástico criado por Sapkowski com claras influências da mitologia eslava. Um mundo em que nem todos os que parecem monstros são maus nem todos os que parecem anjos são bons...
Patreon de O Vértice