Crítica | True Detective 2x08 - Omega Station [Season Finale]




We deserve a better world



Olá pessoas, já começo de forma direta, antecipando que este texto será ENORME (mesmo). Se não tiver paciência ou vontade de ler, passe longe, me ignore, não me xingue, não perca seu tempo. Até o dividirei em três partes, então, se quiserem, podem ler só uma das partes, enfim, as partes são:
1 - Entendendo o caso da temporada.
2 - Opinião sobre o episódio.
3 - Opinião sobre a temporada.


----- 1 ----- Entendendo o caso Casper:


Sobre o caso da temporada, que confundiu quase todo o público, tentarei aqui, explicar o melhor possível de acordo com o que eu entendi (ou seja, tudo o que eu escrever abaixo corre o risco de não estar 100% certo). Na verdade, mesmo prestando atenção nos episódios, só fui compreender metade do que estava acontecendo só a partir do final do 6º episódio, antes disto, eu estava boiando legal. Depois daquele episódio, decidi recapitular tudo o que acontecera até então, fiz até esquema de relações entre os personagens, decorei nomes, pesquisei mais a respeito no Google e no IMDb. A história é tão complexa, que mesmo após essa minha investigação particular (que diga-se de passagem, levou um bom tempo), ainda tenho a sensação de que não entendi tudo. E claro, se eu passar alguma informação errada, corrijam por favor.


Antes de começar, tem mais, há dois casos de corrupção principais interligados nessa temporada: a fraude da ferrovia e o roubo dos diamantes, sendo que Casper, o assassinado, aquele que iniciou tudo isso, esteve diretamente envolvido com os dois. E uma dica para quem estiver disposto a ler tudo, deem um jeito de procurar fotos e pesquisar/decorar os nomes, para não ficarem perdidos.


A - Fraude imobiliária:


- Quem estava envolvido?
Frank Semyon, Ben Casper, Osip Agranov (o "fucking russian-jew") e os órgãos públicos da cidade de Vinci, liderados pelo prefeito Austin Chessani.


- Como funciona o esquema?
Com a aliança da prefeitura de Vinci, Frank e Osip investiram 5 milhões cada um, neste esquema, no qual a prefeitura de Vinci despeja seu lixo tóxico numa área pertencente à Catalyst Corporation. Assim, o preço de tais terrenos diminuía bastante, ao mesmo tempo em que haviam planos do governo federal de construir uma linha-ferroviária de alta-velocidade nestes terrenos. Resumindo, os envolvidos comprariam um terreno desvalorizado, e depois o revenderiam para o governo, que pagaria altos valores por eles. Compra por um preço muito barato, vende por um preço muito caro.


Outros envolvidos:
- Geldof, o Procurador do estado da Califórnia, mais conhecido como o Masuka, de Dexter, que como sabemos, também concorre a Governador.
- Jacob McCandless, presidente da Catalyst, e um dos principais responsáveis pela fraude.
- Dr. Pitlor, cirurgião plástico e psiquiatra, aquele que Velcoro espancou alguns episódios atrás, e aquele mesmo que apareceu com os pulsos cortados nos momentos finais da temporada.


B - Roubo dos diamantes (1992) + quem são Leonard e Laura?


- Quem estava envolvido?
Ben Casper, Chefe de Polícia Holloway (o cara que chantageou o Paul Woodrugh nos túneis debaixo da cidade, no episódio passado), Tenente Kevin Burris (o cara que matou o Woodrugh e o Velcoro) e Teague Dixon (o detetive bêbado-gordão que tomou o headshot no tiroteio do episódio 4, e que tirou as fotos do Woodrugh com o amante). Lembrando que todos estess também estão envolvidos na fraude imobiliária.


- O que aconteceu?
Como Woodrugh descobriu após investigar a origem dos diamantes, os quatro (Casper, Holloway, Burris e Dixon), se aproveitaram da rebelião de 1992 em Los Angeles (quem jogou GTA San Andreas provavelmente conhece essa história), e assaltaram uma joalheria. Durante o assalto, eles mataram o casal de donos, deixando os seus filhos, Leonard e Laura, órfãos. Como descobrimos, Laura (usando o nome Erica) virou prostituta, e eventualmente se aproximou de Casper (absurdamente ninfomaníaco), então descobrindo sem querer sobre o envolvimento dele na morte de seus pais, ao ver uma foto dele com os diamantes. Leonard, também descobriu, e foi ele quem matou Casper, não sem antes torturá-lo, o que o levou aos outros nomes envolvidos no assalto.


Aí já neste último episódio, Velcoro e Bezzerides encontraram Laura, e descobriram que Leonard, além de ter matado Casper, foi o cara com a máscara de corvo que havia atirado no Velcoro (ep. 2) e pretendia assassinar Holloway, atraindo ele com o HD. E foi na cena da entrega do HD, em que descobrimos que Casper não escolheu uma joalheria aleatória, pois ele tinha um affair com a dona da joalheria, e também era pai de Leonard e Laura.


Resumindo: o Casper assassinou os pais do Leonard durante o assalto. Buscando vingança, Leonard matou Casper, e depois descobriu que ele era o seu pai biológico.


C - Qual é a deste HD?
Durante as festas de sexo, aquela que a Bezzerides se infiltrou no ep. 6, muitas pessoas importantes/influentes as frequentavam. Liderados pelo filho do prefeito, Tony Chessani, os envolvidos na fraude imobiliária, mais Blake Churchman (o associado-ruivinho-fdp-traidor do Frank, que era o organizador das festas), gravavam e tiravam fotos destas pessoas influentes, para garantir um material de chantagem, caso algum dia um desses influentes ficassem no caminho deles.


D - Velcoro e o estupro da esposa.
Essa foi a questão mais fácil de entender, pois foi bem explicada pelo roteiro. O nome passado por Frank estava errado. Velcoro matou a pessoa errada, e por causa disso, arruinou a sua vida e a de sua família. Quem passou o nome para o Frank foi Blake Churchman (mais uma vez aquele associado-ruivinho-fdp). E no final, depois de tanto trazerem a tona a possibilidade de o Ray não ser pai do Chad, descobrimos que sim, ele é!


E - Afinal de contas, o que foi aquele tiroteio do 4º episódio?
Uma armação da Vinci PD, mais especificamente da dupla de superiores do departamento, Holloway e Burris.


Woodrugh descobriu um relógio que pertencia a Casper. Quando ele foi a procura, ao redor da cidade, para saber se Casper o havia penhorado, ele descobriu que quem o penhorou foi Irina Rulfo, uma prostituta cujo cafetão era o mexicano Ledo Amarilla. Woodrugh informou Bezzerides, que era a líder do destacamento que investigaba o caso Casper. Quando o destacamento foi atrás de Amarilla, o resultado foi uma chacina inacreditável, e tudo isso foi executado por Burris. Ele tinha a posse do relógio de Casper, e ele o entregou a Irina para atrair as atenções da investigação para Amarilla, que costumava ser uma pedra no sapato dele (Burris). Com a chacina, o caso Casper se encerrou, quem levou a culpa pelo assassinato foi Amarilla, e com a investigação encerrada, a polícia não iria se aprofundar na história de Casper, e assim ninguém descobriria sobre seus esquemas corrupção.



F - Quem é Katherine Davis?
Eu a conheço como irmã do Avon Barksdale, mas na verdade ela é a Promotora do Condado de Vinci. Ela montou o destacamento e colocou Bezzerides na liderança. Após o tiroteio, ela sabia que tinha muito mais a ser descoberto sobre o Casper, sabia que havia muita sujeira ainda não encontrada. Então iniciou uma investigação confidencial, chamando os nossos protagonistas policiais. No episódio anterior, ela foi assassinada por Burris, que também enquadrou Velcoro na morte dela.


G - A traição de Blake Churchman e Osip, e por que o Frank não quis entregar o terno para o mexicano?
Blake, mais uma vez o associado-ruivinho-fdp, estava agindo pelas costas de Frank. Ele, Osip, Casper e todos os outros envolvidos na fraude imobiliária, queriam Frank "fora do jogo", simplesmente porque Osip queria a posse das boates gerenciadas por Frank, para facilitar o seu esquema de contrabando de prostitutas russas para os EUA, o que é bastante lucrativo para ele, e o Frank, teimoso, não queria ceder os espaços. Blake, Casper, Osip e os outros envolvidos, também estavam fechados com Tony Chessani, o filho do prefeito, o principal envolvido nas festas de sexo, e que queria tomar o lugar do pai (como vimos, ele conseguiu, ao forjar o suicídio do pai). Tudo isso, Frank descobriu quando torturou Blake antes de matá-lo, e é por isso que Frank ateou fogo nas suas boates, para ferrar com o negócio de Osip.


Depois de matar Osip e roubar todo o seu dinheiro (naquela cena excelente), Frank dividiu com Velcoro, e usou sua parte para comprar aqueles diamantes com o judeu. Após isto, os mexicanos capturaram Frank, pois descobriram que foi ele mesmo quem ateou fogo nas boates. Lembrando que, no 6º episódio, Frank tinha cedido espaço para os mexicanos nas suas boates, em troca da Irina, a prostituta mexicana que estava com o relógio de Casper. Também lembrando que o Frank estava investigando a morte de Casper, pois ele morreu com a posse de seus 5 milhões. Enfim, os mexicanos levaram Frank ao deserto, e acabaram liberando-o. Quando eles pediram o terno, Frank não quis ceder porque... A porra dos diamantes dele estavam no bolso do terno! Que beleza!



----- 2 ----- Minha opinião sobre o episódio:


Impecável! Não tenho uma objeção sequer a fazer, apenas pequenos detalhes que não valem a pena serem discutidos. Foram 90 minutos de episódio, e normalmente, qualquer episódio televisivo com essa duração tende a ser cansativo. Neste caso, isto não aconteceu, pois pra mim, foram 90 minutos de entretenimento top! Um episódio dramático, denso, emocionante, e com um final muito forte, muito marcante, e melhor ainda, que esteve totalmente de acordo com a proposta da série. Três dos nossos protagonistas (os homens) morreram, e dois deles (as mulheres) se exilaram.


Muitas questões ficaram em aberto, e isso é ótimo ao meu ver, pois assim, a temporada não terminou com uma vitória completa do "mal". Bezzerides, Jordan e Nails (o último leal ao Frank), mostraram que, mesmo exilados na Venezuela, ainda não desistiram de expor toda a corrupção que tirou a vida de várias pessoas, especialmente a de seus próximos. Como vimos ainda, Bezzerides teve um filho (que é resultado daquela noite em que passou com o Ray), e explicou tudo o que sabe para um repórter do Times. Basicamente, vejo como um final aberto agridoce.



Além de todo o desfecho emocionante, o visual de todo o episódio esteve impecável. A cena na qual Frank e Velcoro acabam com o Osip foi excelente. A cena na estação, com o Leonard assassinando o Holloway, também. E principalmente, a morte do Frank, que foi um espetáculo visual. Repito, um espetáculo! E apesar de eu não estar gostando da atuação do Vince Vaughn, ele mandou bem na cena, a meu ver.


E triste também saber que o Velcoro morre com o status de bandido, levando toda a culpa. Burris matou Woodrugh e a Promotora Davis, e enquadrou o Velcoro nas duas mortes. E o pior de tudo nem foi o fato de que ele será lembrado como uma pessoa má, mas sim de que ele será lembrado assim pelo filho. O momento em que ele não conseguiu enviar as gravações para o Chad... Foi o maior soco no estômago que esta temporada deu no telespectador. E que soco doído...


----- 3 ----- Minha opinião sobre a temporada:


Boa! Nem mais do que isso, nem menos.


A comparação com a 1ª temporada é inevitável, não adianta. E tudo bem, pode até ser uma questão de gosto, mas se formos analisar todos aspectos técnicos, a 1ª temporada ganha de lavada (o que também não significa que a 2ª temporada seja ruim). Algumas pessoas desgostaram desta temporada só porque ela não teve o mesmo estilo da antecessora? Sim, mas são minoria, não se enganem, pois, por mais que doa admitir, muitas críticas direcionadas a temporada tiveram razão.


A temporada começou mal (as comparações com a primeira apenas pioraram a situação para alguns), por três motivos principais:


- O caso era muito embolado e foi mal explicado. Tanto que, se eu que fiz uma "investigação particular", revi pedaços de outros episódios, pesquisei a respeito, e ainda assim não entendi completamente o que aconteceu, imagina o telespectador "comum", que assistia uma vez por semana? Neste aspecto, a série pecou demais. Que ótimo que o Niz Pizzolatto criou um caso complexo, muito melhor do que criar algo raso e simplório, uma pena que ele não soube explicar direito o que diabos estava acontecendo. Qual seria a causa disto, desorganização? Igual a 3ª temporada de Homeland, que foi desorganizada e confusa, e só ficou ótima de verdade no final?


- Alguns diálogos beirando o tosco. Até o Seth Meyers, comediante americano e apresentador de um talk-show, convidou membros de sua plateia para ouvirem uma frase, e adivinharem se era um quote desta temporada de True Detective, ou uma frase que se encontra em biscoitos da sorte (http://www.youtube.com/watch?v=uKTpW4n2XgQ).


- Várias atuações fracas. Tivemos um Colin Farrell e uma Rachel McAdams brilhantes, pouco pecaram em seus papéis. Porém o restante, especialmente Taylor Kitsch e Vince Vaughn, pelo fato de serem co-protagonistas, ficaram muito abaixo do esperado.


Entretanto, a temporada está muuuuito longe de ser o desastre que muitos dizem que foi. Tudo bem, eu poderia nomear facilmente 10 séries que foram melhores que True Detective neste ano, mas eu também poderia nomear facilmente umas 50 que foram piores.



Enfim, esta temporada frustrou por ter ficado das expectativas, mas não foi uma perda de tempo. Longe disso, continua sendo uma ótima série, diferenciada, polêmica e realista. O criador dela, Nic Pizzolatto, disse uma vez que tinha planos para no máximo três temporadas. Então, que venha uma 3ª temporada, para quem sabe, encerrar com chave de ouro esta série tão singular.

Patreon de O Vértice