Crítica | Penny Dreadful 2x06 - Glorious Horrors


“Echoes of the Past everywhere.”



Sim! Depois de demorar mais do que o esperado, finalmente consegui um tempo para escrever a review de Penny Dreadful dessa semana. “Glorious Horrors” nos trouxe várias surpresas, uma cena “completa” de licantropia de Ethan, e é claro, um primeiro confronto direto entre Vanessa e Evelyn, mesmo que não o que nós esperávamos.


301438Vou começar com um mistério, ou pelo menos, um personagem que está inteiramente envolvido nele. Dorian Gray, agora entregue ao romance com Angelic continua a ser enigmático. Afinal, mesmo que o tom de “mimo” que existe em organizar um baile para quem se ama, o tom de mistério continua no ar. É claro que, pelo menos ele tirou um tempo para nos presentear com uma quote extremamente... verdadeira:




“The thrill of the forbidden? There’s nothing to match that”



No fim das contas, gostei muito de como o ar de mistério de Doran continuou. O retorno dele a Mansão, trazendo mais aventura para Vanessa e seus aliados foi excelente.


Noutra parta de cidade, eu simplesmente amei o sotaque que Tamsin Topolski acrescentou a sua Lavinia Putney na cena em que ela dividiu com a Criatura. Ela claramente ficou abalada com o toque dele, e isso sem contar que, aparentemente, Oscar parece pronto para capturá-lo e acrescentá-lo ao seu Freak Show pessoal.


Não é querendo criticar, até porque não tirei aquele tempo que disse para aprender um pouco do Verbis Diablo para proteção, portanto não é sábio atrair a atenção das Nightcomers, acho que Evelyn exagerou um pouco no controle da mente de Sir Malcolm. Afinal, se alguém chegasse me dizendo que qualquer um, até mesmo o meu pior nêmeses está morto (a), outras coisas, além do carpete passariam pela minha cabeça.


MV5BMjE3Nzk0MDczNF5BMl5BanBnXkFtZTgwMzQ4MzA4NTE@._V1__SX1303_SY556_Ainda na mansão, Roper finalmente veio confrontar seu “atacante”. E embora eu entenda que ele já é um homem sem nada a perder, fazendo ameaças que condizem com essa condição, não acho que ameaçar ferir aqueles que importam para Ethan seja uma boa escolha.


Penso que a série está acelerando as coisas, especialmente por causa do avanço da temporada. Um exemplo disso é a rápida mudança de tom apresentada em Victor. Primeiro a paz da cena da manhã, depois o mais arrisco científico ao lidar com Vanessa e com o fato de que ela também conhecer a Criatura John Clare.


Penny Dreadful sempre me traz reflexões das mais diversas naturezas. Toda a inserção dos conceitos aliados as Nitghtcomers e a “Queda” dessas criaturas e seu mestre já é, em si, uma reflexão interessante. Mas não satisfeita com isso, Evelyn nos apresentou uma questão que me fez refletir um pouco. Afinal, embora eu tenha procurado muito por respostas para as perguntas que ela fez ao Sr. Lyle antes de decidir abandonar crenças e Fé, não as consegui responder. Talvez a minha mente seja muito pequena, ou a minha incredulidade demasiadamente grande... talvez eu esteja meramente condenado ao esquecimento... mas isso já é divagação em excesso! Não posso, é claro, deixar de compartilhar mais uma das quotes excelentes da personagem:




“– Despite what you may think, I didn't turn from God. He turned from me. From all of us. Look around. You tell me, where is he in this city of perpetual suffering, in this life? You tell me where. (Evelyn)


 – There are those who say you can find Him within. (Ferdinand)


 – They’re wrong. So… we must carry on, and earn our reward from the Master. (Evelyn)



penny-dreadful-150607Sem sair das notas pessoais, talvez não tenha sido o melhor esperar para ver esse episódio na sexta-feira 12... o clima de casal entre Victor e Lily foi um desafio. Mais ainda quando ela começou a dançar com Dorian. O que me fez pensar se ele, sendo quem ele é, conhecendo as coisas que ele conhece, teria descoberto quem e o que ela é. Sem contar, é claro, com o elefante na sala quando Vanessa, Dorian, Victor, Angelic e Lily finalmente foram colocados numa conversa juntos. O nervosismo de Victor, a insegurança de Angelic, o olhar curioso de Vanessa, e é claro, o efeito desinibidor de Dorian sobre Lily renderam uma combinação única.


Não sei se foi só comigo, mas, “não há honra entre ladrões” veio a mente quando Hecate conversava com o Sr. Lyle. Toda a insinuação e os comentários sobre traição me fizeram pensar que a jovem bruxinha está pensando em trair a mãe. E mal posso esperar para que uma das duas se dê mal no processo.


O duelo de titãs entre Vanessa e Evelyn foi simplesmente indescritível. Vanessa fazendo insinuações descuidadamente mordazes, tentando obter informações daquela que está causando tanta mudança em Sir Malcolm, tudo isso enquanto Evelyn continuava a meramente acompanhar, dobrar e redobrar argumentos com o perfeito cinismo do apostador que conhece cada carta marcada no baralho.


Mas para ser inteiramente honesto na avaliação do episódio, sou forçado a registrar algumas reclamações. Primeiro, embora tenha gostado muito de terem relacionado a trama de Ethan como Lupus Dei com Sembene, ficou um tanto desconexo considerando os outros acontecimentos, principalmente porque as cenas de licantropia são minoria até agora.


A segunda, e talvez mais ousada das reclamações é que, considerando que 90% do elenco principal estava no baile de Dorian, eu esperava que mais acontecesse. Colocar visões à la Carrie – obviamente a versão de Brian De Palma – na mente de Vanessa para gerar um colapso não era nem perto do que eu esperava quando vi as fotos promocionais do episódio. Talvez um massacre causado por Ethan ou pelas Nightcomers de Hecate... algo mais graficamente violento.301333


É claro que, para encerrar, quero deixar claro de que isso não foi um defeito em si. Eu gostei da cena da chuva de sangue no baile – tanto que a escolhi como imagem-capa da review – e de todo o tom vitoriano. Gostei mais ainda que, apesar de ter que servir Evelyn, Ferdinand não deixa de tentar cuidar, “proteger” Vanessa. Acho que, assim como Hecate, ele percebeu que Evelyn está mais “entretida” com outras atividades, e viu nisso uma oportunidade de se redimir.


Bom, é isso. Mal posso esperar para saber como os cliffhangers deixados neste episódio serão resolvidos. Então, não esqueçam de comentar, deixar suas teorias, e é claro, de voltar na próxima review. Até lá!

Patreon de O Vértice