Crítica | Jane the Virgin 1x22 - Chapter Twenty-Two [Season Finale]

Desde o seu primeiro episódio, Jane the Virgin vem prometendo uma season finale arrebatadora, e a série cumpriu parcialmente com sua promessa. Com o episódio anterior, era de se esperar por algo que focasse tanto no nascimento do bebê quanto com a tentativa de achar Sin Rostro. Isso realmente aconteceu, mas não com tanta "força" quanto se imaginava. Eles não se esqueceram de abraçar um lado sentimental em relação à família de Jane e o apoio de Rafael e Michael... Tudo com certo equilíbrio, mas sem chegar a um nível “Grey’s Anatomy” de season finale.


Se alguém esperou que em algum momento Jane fosse se aproximar mais de algum dos seus amados, levou outra rasteira da série. Porém, não era o momento ideal para pensar nos relacionamentos dela e isso deve ser reconhecido. Outro mérito que o episódio alcançou foi não extrapolar com Sin Rostro, que todos nós esperávamos de volta. “Rosestro” ainda vai causar muito, mas sua volta tinha um potencial para tirar atenção do principal acontecimento: o nascimento do pequeno Mateo. Se isso acontecesse, seria como se os roteiristas tratassem toda a loucura da gravidez com irrelevância.


É claro que não foi uma season finale perfeita. Como já disse no começo, faltou um pouco mais de emoção – ou talvez eu não seja emotiva o suficiente –, assim como faltou a melhor amiga da Jane, que vinha começando a aparecer na série e que foi muito importante durante a gravidez. O plot de Rafael e Petra foi quase desnecessário também, sua única função foi incentivar a busca pelo resto de esperma do Rafael, mas acredito que ela buscaria de qualquer forma. Ou seja, a “vingança” de Rafael foi meio inútil.


Em compensação, Rogelio e Xo trouxeram toda a comédia que faltou no episódio em poucos minutos, com o casamento em Las Vegas. O vídeo ficou muito legal, com a “Cher” os abençoando e as fãs animadas com tudo aquilo. Seria ótimo se voltassem a explorar essa combinação de Rogelio + álcool.


Não posso deixar de mencionar o roubo do bebê pela Sin Rostro, que foi uma loucura e meio previsível... Mas foi ótimo para impulsionar o caos dramático que amamos na série. Portanto, dá para esperar muitas coisas boas chegando por aí. E agora só resta para os fãs torcerem para que Petra não engravide.


Obs: Gente, como puderam deixar a Jane colocar Mateo Gloriano Rogelio Solano-Villanueva no nome do filho? Coitado!

Patreon de O Vértice