Crítica | Grey's Anatomy 11x24 - You're My Home [Season Finale]


"What doesn't kill you makes you stronger."



Definitivamente, EU AMO ESSA SÉRIE. Deus, eu amo demais!! Não sei vocês, mas eu não consigo deixar de assistir só por causa da saída de um personagem, independente da importância dele. E, mais uma vez, Grey’s provou ser muito mais que isso. Mas vamos deixar todo esse sentimentalismo na casa da p**** e vamos logo aos trabalhos, estilo April Kepner.


Primeiramente, o caso do casal foi muito emocionante, sério. Eu já imaginava que ele fosse sobreviver, mas ainda tinha um pouco de dúvida, até porque... é Shonda, amigos. Todas as cenas envolvendo eles, inclusive a participação dos internos, trouxeram uma adrenalina fora do comum. A interna impedindo a porta do elevador de fechar é literalmente a minha representação com os elevadores da minha faculdade. E eu espero que a Stephanie - que dessa vez estava menos chata do que o comum - treine eles direitinho. Não tem como aceitar “patinhos” tão incompetentes assim (cê é louco, mano?!). Mas deixando pra lá esses erros técnicos, gostei muito que o casal sobreviveu. Sinal de que existem médicos competentes no mundo das séries (cof cof).


Segundamente, o que dizer da April? Gente, que mulher, que MU-LHER. Olha, eu não estou sentida porque Jackson e ela terminaram. Eu quero é que ela brilhe mesmo e que encontre a paz que tanto procura, seja salvando vidas ou com o amor da sua vida. Em alguns casos, você não pode ter os dois. Ela cresceu tanto, foi ganhando seu espaço aos poucos e nos deu grandes shows de atuação. Bailey tem total razão e resumiu muito bem, por sinal, o que foi a mudança da Kepner. “(...) Mas essa nova Kepner, Kepner 2.0, é louca! Ela é destemida, tornou-se uma mulher. Muito obrigada, exército dos EUA.” Não, não só eles, mas a Sarah Drew, é claro. E falando no exército, eu sinto que duas coisas podem acontecer, ou ela volta bem mais badass ou ela não vai e decide ficar com Jackson. Como ela terminou o episódio chorando pacas, acredito que ficaremos com a primeira opção.


Terceiramente, o que dizer do Karev? Nossa, eu vi tão pouco dele, mas foi tão muito, sabe? É como se o pouco que ele nos mostrou nessa temporada fosse tudo. E eu fico muito feliz por saber que um homem que antes era imaturo hoje é o cara que quer constituir uma família (cachorro em vez de ter uma criança <3) e sempre que possível, e até quando não é possível, ajuda a Mer da melhor forma. É ou não é um amor de pessoa? Espero que sua relação com a Mer continue consolidada e que aquele lance que ele teve com a Pierce não tenha sido em vão. Foi interessante vê-los interagir, mesmo que como amigos.


Quartamente (juro que paro), gostaria de reforçar a minha grande admiração pela Amelia. Eu já disse isso e volto a repetir que a adição dela na série foi uma jogada extremamente inteligente. O quanto ela acrescentou, a importância e o destaque que ganhou a cada episódio foi crucial para que minha paixão pela personagem só aumentasse. Ela merece ser tão feliz, seja na vida profissional ou na vida amorosa. E eu espero que o Owen consiga fazê-la feliz - inclusive nesse último quesito, amor.


Mas é claro que não poderia falta a rainha, a musa inspiradora, o grande foco desta temporada, Maria Edite Grey. Sim, estamos falando da mulher que mais se f*** nessa série. E o engraçado é que ela, a cada situação que acontece consigo, fica mais forte e mais imune, digamos assim. Acho difícil ela perder o rumo ou algo do tipo, é mais provável que ela sofra mais e consiga se reerguer independente do tamanho do poço.


Bom, e pra quem reclamou que não teve episódio o suficiente para Derek, o que eu mais vi, desde a sua morte, foram menções e diversos flashbacks. Fora que ainda teve uma mensagem de voz que só serviu para inundar minha casa, de novo! Ou seja, Shonda não é tão escrota assim. Em suma, a temporada me agradou bastante, teve uma grande reviravolta, com a morte de Mozaum, e, além disso, alguns personagens saíram da zona de conforto, o que sempre é bom para uma série que já está em exibição há muito tempo.


P.S.: Amo as "brigas" do Richard e da Catherine.


P.S.: Stephanie recebendo bronca. HAHAHAHA


P.S.: Jo sendo inútil. Até quando?


P.S.: Não tem como ouvir/ver a Mer chamando alguém pra dançar e não lembrar do último episódio da Cristina.


P.S.: How to Save a Life  <3 <3 <3.


Então, é isso. Espero vê-los na fall season. Obrigada pela leitura e até lá! Beijão <3

Patreon de O Vértice