Game of Thrones – A série até aqui


"O Inverno está quase em cima de nós"



Sim! Enquanto a espera para a estreia da nova temporada nos destrói, resolvi fazer um pequeno texto relembrando e discutindo o que já vimos em Game of Thrones. Quem já é acostumado a ler os meus textos, sabe que eu posso tecer comentários bem cruéis quando a série estraga bonito com as coisas. Mas, para quem não leu nenhum texto meu, e como uma boa justificativa para ter feito uma maratona das temporadas anteriores e ainda familiarizar vocês com algumas de minhas opiniões sobre a série, decidi escrever um texto prévio ao início da temporada, com direito a lista de alguns dos momentos chocantes que a série já fez até agora.


Eu provavelmente vou dizer isso mais vezes, mas tenho que começar com algo que tenho martelado na minha consciência para me convencer a continuar fã: são mídias diferentes. E embora a série tenha estragado muitas coisas com sua ousadia em adaptar certas partes que não devia, a HBO merece todos os louvores possíveis, por ter nos trazido muito mais do que esperávamos até aqui. Tem coisas que eu gostaria de ver na TV que só estão nos livros, mas também existem coisas que ficaram ótimas na série e que não foram utilizadas nos livros. Não vejo desrespeito nenhum, apenas mais opções de desfrutar deste universo. A verdade é que, se eu ou você quisermos algo igual aos livros, temos que relê-los, e não assistir a adaptação.


Estamos falando de quase duas décadas de livros, e a HBO fez sim um trabalho fantástico, embora tenha cometido alguns errinhos. O mais recente deles, essa ideia de divulgar um final antes que os livros acabem foi o momento de se pensar seriamente em parar de assistir. MAS, embora eu perceba que isso pressiona Martin a escrever para tentar diminuir ou eliminar o efeito do "problema", temos ainda o direito de ver que, assim como a HBO tem afastado Martin da produção – eu lembro a todos que é a minha opinião, baseado nas minhas leituras, de notícias, do blog e das entrevistas do próprio Martin. – como ele próprio declarou ser “apenas mais uma voz”, ele acha a sua própria maneira de dizer “You SHALL NOT pass” quando diz que fará uma mudança radical com um personagem no sexto livro, algo tão extremo que a série não poderá fazer, já que a série tomou certas decisões com relação a esse personagem que vão ser um impedimento.


Entretanto, por ter conhecido o universo como leitor, alguns de vocês podem estar pensando se eu vou ser um desses fdps que escreve uma review que é 90% spoilers. A isso eu respondo: NÃO. Vão sim haver momentos em que vou relacionar o que foi feito na cena com a narrativa do livro, mas isso não significa que eu vou fazer o que a série fez e contar o final do quinto livro em uma cena muito “whatever”. Acredito que cada um tem direito de privilegiar a mídia que achar melhor, embora também acredite que todos também deveriam conhecer ambas as mídias para aproveitar muito mais a experiência d'As Crônicas de Gelo e Fogo.


E não me entendam mal. A quantidade de cenas fantásticas que a série já apresentou é incontável. Eu listei alguns dos grandes eventos, e não cobri nem 10% do que tivemos.


Até agora já vimos Daenerys dar a luz a seus dragões, unificar seu povo, fazer uma “aquisição brutal” de um exército e lançar sua devastação sobre as Cidades Escravagistas; Tyrion queimar a Baía da Água Negra; os Stark retomarem a coroa dos Reis do Inverno e do Norte, estragarem tudo e serem traídos e parcialmente extintos no Casamento Vermelho; Joffrey ser envenenado; A Víbora Vermelha, Oberyn Martell (#Luto) padecer no Julgamento por Combate; Tywin dar várias lições de como ser um fdp e mesmo assim ser um comandante badass, sentar no Trono de Ferro e “ganhar a guerra por e-mail” (#HailAzaghal!); Tyrion (finalmente e epicamente!) gritar o seu ódio contra o povo de Porto Real e como bônus matar o Tywin; Stannis usar Melisandre e sua fé em R’hllor para matar alguns de seus inimigos; O Rei-Para-Lá-da-Muralha atacar a Patrulha da Noite; Jaime lutar com Brienne, perder a mão, salvar Brianne e “estuprar” a irmã; Sansa se tornar a maior sugar pussy da história e magimanete evoluir para a parceira perfeita para alguém como Lord Baelish; Theon Greyjoy se f*der em todos os sentidos possíveis; os Bolton mostrando sua real face; John Snow não saber de nada; Arya, depois de sua jornada em Harrenhall e sua excursão pelo campo com Cão de Caça, seguir para a nova parte de suas aventuras (#NoSpoilers!) e isso é só uma pequena parcela do que vimos até aqui.


Eu quero terminar deixando claro que, embora eu tenha sim pensado em abandonar a série por causa de certas adaptações e exageros, eu sou o primeiro na fila a dizer o quanto a adaptação é fantástica SIM, o cast é maravilhoso, Peter Dinklage como Tyrion superou todas as minhas expectativas, e embora a produção tenha feito certas escolhas... “infelizes”, houveram adaptações que superaram o original, como o julgamento de Tyrion (S04E06), que é um mérito da série e da atuação colossal de Peter Dinklage. Nesse meio tempo, a série também soube fazer cenas boas com base nos livros. A morte de Oberyn foi chocante porque foi brutalmente fiel aos livros. E para terminar mesmo: Eu li os livros. Não sou tão fanático como o texto pode ter deixado parecer, e eu privilegio os livros, por serem o original, mas reconheço a magnitude da série. E acredito que quem só acompanha a série tem todo o direito de fazê-lo, e mais, merece sentir o mesmo impacto que eu senti quando li pela primeira vez (e em alguns casos, até relendo). Por isso, guardei segredo sobre a morte de Ned, sobre o Red Wedding e sobre incontáveis outras coisas. Eu acredito que cada um tem o direito de gostar da mídia que preferir e de ser respeitado por isso. Mas deixo um conselho: se você só leu ou só assistiu, tente se aventurar na outra mídia. Não há prejuízo nenhum, na verdade, é exatamente o contrário, você vai ter várias outras horas para acompanhar os personagens que vocês amam e os que vocês odeiam também.


O inverno está quase em cima de nós”, então é melhor nos prepararmos para o que a quinta temporada nos trará. Trilharemos essa jornada juntos, então... até já!

Patreon de O Vértice