Crítica | Jane the Virgin 1x18 – Chapter Eighteen


“The worst person in the world!”



Após o Chapter Seventeen nos proporcionar um episódio mediano, sem muitas emoções, fomos pegos de surpresa com um episódio que foi o oposto, com muita emoção e novamente evoluindo a maturidade da parte dramática da série.


Honestamente, esperava que o maior destaque do episódio fosse a participação de Rita Moreno como avó de Jane, e que isso iria nos proporcionar muitas risadas. Essa última parte realmente aconteceu, mas, felizmente, houve algo que se destacou mais do que a personagem: Jane e Rafael finalmente “resolvendo” os problemas de seu relacionamento.


O episódio começou retomando o drama em volta da vida ocupada de Rafael e da falta de organização dele ao não conseguir separar muito bem a hora do trabalho dos momentos a só com Jane. Esse plot já vem se desenvolvendo há algum tempo e vinha cansando o público com as indecisões e dúvidas meio previsíveis dela.


A cada episódio que passa, a personalidade de Jane parece enfraquecer de alguma forma. Não há nem como culpar a gravidez em certos momentos, pois ela não consegue mais enxergar a linha tênue entre o que é realmente preocupante em seu relacionamento e o que é culpa dos hormônios. Seu sofrimento se destaca o tempo todo, mas muitas vezes sua bondade parece torná-la uma personagem menos humana, com poucos defeitos, uma pessoa que é difícil de se encontrar na vida real. E é ai aonde a série vem pecando, pois falta mostrar mais os defeitos dela e os erros que ela comete.


Achei ótima a forma de retratar que muitas vezes as pessoas são apenas pessoas mesmo e não existe a pior do mundo. Na verdade, existem as que sofrem e lidam com isso descontando nas outras, ou apenas as situações não favorecem para que uma pessoa crie empatia pela outra – como no caso de Liliana. E parece que estão abrindo as portas para mostrar mais de Alba, com o novo plot dela e seu crush (um padre!).


Por fim, foi surpreendente esse final. Tanto na trama de Petra, que estava certa em relação ao Roman, quanto na do relacionamento de Jane e Rafael, que virou pó. Já passou da hora de Rafael aprender a valorizar tudo o que ela faz por ele e parar de descontar todos os seus problemas que se baseiam nessa vida que ele leva no Marbella, e acredita ser superior àquela idealização de família feliz que ele tinha antes. Será que ele vai aprender com o fim do relacionamento? Será que Jane vai sofrer muito?

Patreon de O Vértice