Crítica | The Flash 1x17 – Tricksters

A série, mais uma vez, se supera.


Não seria nem preciso dizer, mas este foi um episódio bastante divertido de se assistir. Posso dizer que foi o episódio mais... “quadrinhos” de toda a série. Não me entenda mal, pois esse é o maior elogio que posso dar à série.


Geralmente, quando há uma adaptação assim, as coisas ficam “hollywoodianas” demais, mas esse episódio teve a vibe dos quadrinhos do Flash que eu lia nos meus 11 anos. Além dos ótimos momentos de Mark Hamill, tivemos revelações quanto à Wells que podem ter surpreendido o maior conhecedor das histórias em quadrinhos.


Hamill reprisou o personagem que ele interpretou na série Flash dos anos 90. O pai de Barry é quem fazia o Flash na época, então colocar o Trapaceiro e o Flash dos anos 90 juntos foi uma ótima sacada.


O Trapaceiro de Hamill tinha uma dose de Hannibal Lecter e um pouco de Coringa (que ele é acostumado a dublar em jogos da franquia Batman), mas mesmo assim tivemos algo original. As referências que ele nos trouxe foram impagáveis (“Eu sou seu pai” ou “Minha Mona Lisa! Minha 5ª temporada de Breaking Bad!”).


A cena de abertura do episódio foi incrível. A luta entre os Flashes foi uma das mais belas cenas da série até agora. E ela nos serviu para mostrar que não foi Wells quem matou Nora Allen, dando muitos nós nos cérebros dos telespectadores. Gostei da reviravolta, apesar de nem passar perto das teorias que eu estava montando.


Não entendi a necessidade de Barry se revelar para Eddie. Pareceu muito forçado, do nada. Se for para “proteger” Iris, a gente sabe que isso não adianta mesmo, não é? Ela, sem saber de nada, já ficou em perigo umas 6 vezes, e olha que ainda temos vários episódios pela frente...


Uma coisa ficou clara: Flash está se esforçando para, a cada semana, entregar o melhor episódio possível. Isso é algo que não vejo Arrow se esforçando tanto para fazer nessa terceira temporada. Talvez os produtores do Universo CW estejam focando demais em Flash (e fazendo um ótimo trabalho) e, por causa disso, deixando Arrow a desejar. Talvez seja hora de focarem só em Flash e deixarem pessoas com mais tempo cuidarem de Arrow, não acham?

Patreon de O Vértice