Crítica | The Walking Dead 5x15 – Try


“Nós sabemos o que precisa ser feito, e o fazemos. Nós somos os que vivem; vocês só ficam sentados, planejando e hesitando. Fingem que sabem alguma coisa, mas não sabem de nada.” – Rick Grimes.



O ser humano consegue fazer absolutamente tudo, menos ficar de boa. É com essa frase que eu começo a descer a lenha nos nossos bichinhos do mato sobreviventes. Então, que tal fazer observações sobre as pessoas que não conseguiram ficar de boa nesta semana?


A começar por Sasha. O irmão da pessoa morreu há alguns episódios e NINGUÉM ficou de luto tanto tempo na série... Aí uma pessoa com quem ela contracenou duas vezes bate as botas e ela faz o quê? Isso mesmo: fica mais revoltadinha e rebelde, sai matando zumbis com W na testa (mistério), se acha no direito de ser mal educada com Michonne e Rosita, que, aliás, está sem destaque desde o momento em que vimos seu shortinho, e diz que a galera não sabe de nada. Ok.


Já Nicholas. a pessoa mais execrável da série aprontou mais uma. Em DOIS EPISÓDIOS, ele conseguiu entrar na minha listinha de ódio. Primeiro, matou Noah; depois, distorceu totalmente o que aconteceu ao contar a história para Deanna, como se ele tivesse sido o herói que fez de tudo para salvar a si mesmo e a todos. O querido ainda sugeriu que o grupo fosse expulso...


Agora, chegou o momento de falar sobre a trama envolvendo Rick, Jessir, Pete e Deanna. Rick até está nessa por uma causa nobre, pois agredir mulheres não deve ser tolerado nesse mundo aparentemente civilizado, e nem em um mundo que sucumbiu. Mas Rick foi um tanto radical ao pedir a execução de Pete, o cônjuge de Jessie. Deanna negou o pedido com veemência, mas confessou que sempre foi omissa às agressões, reforçando o primeiro ponto deste tópico. Deanna: melhore! Pois bem, Rick e Pete chegaram às vias de fato e saíram na porrada por causa de Jessie. Foi algo de arrancar sangue, lágrimas e sentimentos feridos. No meio disso, Jessie acabou apanhando também, infelizmente...


Para finalizar, tenho de comentar sobre a perda de controle do Rick. Na cena, ele jogou a verdade na cara de todo mundo de Alexandria: as pessoas lá são, de fato, acomodadas. Mas o que tem para se fazer após o restante da sociedade ruir? Apresente mais argumentos, pois lá as pessoas têm acesso à eletricidade, uma casa quentinha e segurança, o que, no mundo como um todo, não existe mais há muito tempo.


P.S.: Não agridam mulheres.

Patreon de O Vértice