Crítica | Vikings 3x04 – Scarred

Com muita traição e romance, Vikings nos mostrou o futuro de vários personagens.


Acredito que muitos, assim como eu, sabiam que o forasteiro Harbard não havia chegado em Kattegat apenas para se hospedar. E vimos nesse episódio o que talvez seja o verdadeiro significado de sua visita. Ele estava sendo muito bonzinho com o Ivar para ser verdade... Mas não demorou nem dois episódios, e já quis ter algo mais íntimo com Aslaug. Confesso que a cena em si foi meio constrangedora. Mas aí vem a questão: será que Aslaug vai engravidar? Não quero nem imaginar a reação do Ragnar se isso vier a acontecer.


Vimos que o relacionamento de Ragnar e Kwenthrith está ficando um pouco mais agressor. A cena em que ela mijou nele foi clássica! Mas quando pensávamos que o único romance do episodio seria entre Aslaug e Harbard, é aí que nos enganamos. Devo dizer que finalmente Athelstan e Judith colheram o fruto proibido. Não bastava o Rei Ecbert saber do romance dos dois, deu até a entender que ele quer que Athelstan fique com ela. Só digo que tem coisa aí, pois todos nós sabemos como o Rei Ecbert é traiçoeiro.


E mais uma vez nos deparamos com os planos de Kalf de destruir a família Lothbrok, literalmente. Porém, devo admitir que dessa vez ele se superou no seu plano. Nunca esperaria ver o filho do Horik, Erlendur, na trama dessa temporada. E como o próprio disse, eles são aliados.


O mais triste é ver que Lagertha realmente confia em Kalf. Que dó da nossa Earl! Até Rollo percebeu que ela pode ter cometido um erro... Mas ainda insisto em acreditar que ela tem as coisas sobre controle.


Agora, vamos comentar sobre a cena mais estranha do episódio, e da temporada até agora. O que diabos foi a morte da Siggy?! Literalmente, sem propósito. Mas só eu que achei que aquela mulher segurando a mão da Siggy fosse uma Valquíria? Aí alimentamos ainda mais a teoria de Harbard ser Odin... (Sim, estou muito curiosa sobre esse forasteiro. Espero que ele não tenha saído de cena.) Confesso que vou sentir muita falta da personagem, ainda mais que ela saiu da série por deveres familiares.


E as cenas bizarras do episódio não pararam por aí. A Rainha Kwenthrith é definitivamente impulsiva! Neste episódio, ela, primeiro, encheu o irmão de esperanças; depois, o envenenou. Tudo para simplesmente poder governar Mercia sozinha. Eu estou dizendo: não se deve confiar em ninguém em Vikings.


A trama dessa temporada está rodeada de traidores. Mal posso esperar para ver como os plots de Kalf e de Athelstan e Judith irão se desenvolver.

Patreon de O Vértice