Crítica | Rizzoli & Isles 5x17 – Bite out of Crime


Here's to ... being an adult. It sucks!!!



Nada como um episódio duplo para nos despedirmos da quinta temporada de Rizzoli & Isles em grande estilo. E, venhamos e convenhamos, foram dois ótimos episódios. Neste texto, vou tratar somente do primeiro episódio, intitulado Bite Out Of Crime. Nele, Jane, Maura e o restante da equipe investigaram um rapaz que foi assassinado durante uma briga por uma vaga no encostamento. Apesar de parecer suspeito, o homem com quem o outro discutiu foi logo descartado e as buscas passaram a ser direcionadas a um sniper.


O ponto alto na investigação era ter que trabalhar com uma testemunha, digamos... peculiar. Um jovem morador de rua que possuía um distúrbio, causado por um tumor no cérebro, que o fazia acreditar ser um lobisomem.


Maura logo conseguiu ganhar a confiança do rapaz, com aquele seu jeito meigo e delicado, e com isso pode extrair algumas informações importantes para resolver o caso.


Os diálogos entre Jane e Maura (que retornaram ao clima de antes, graças a Deus e ao bom senso dos produtores) são sempre um show à parte. Elas possuem uma química inegável e facilita na troca de piadas. Maura e suas explicações científicas e toda a sua inocência; Jane e sua impaciência com a "boca de Google", sem falar das caras e bocas e seu sarcasmo.. Ai gente, sou muito tiete quando o assunto é essas duas!!


Por falar nas explicações da Maura, vamos parabenizá-la pelo prêmio recebido. Sempre muito bom ver o foco da série se voltando para suas conquistas. Todos os fãs da médica legista, e Nemo (claro!) estão bastante orgulhosos.


Bom, voltando ao caso.. Depois de conseguir conversar com o menino lobo, a equipe o levou ao hospital, para a remoção do tumor. De repente, ainda na maca, o garoto fica agitado e rapidamente Maura percebe que ele reconheceu o assassino ali no hospital. E para a surpresa de todos, a doutora corre atrás do homem com um bisturi na mão.


Se a Jane estivesse por perto, não deixaria a amiga dar um passo na direção dele. Sozinha, Maura fez o que tinha que fazer.
Ao se ver lutando com o assassino, Maura não pensou duas vezes e usou o bisturi para machucá-lo. E continuou perseguindo o homem até Jane derrubá-lo e lançar uma de suas frases: "Remind me not to piss you off."


Oura coisa que vimos no episódio foi o fim do relacionamento da Maura com o Jack. Sendo bem sincera: eu nunca vou gostar de ver a Maura ou a Jane em um relacionamento sério, quem quer que seja o cara. Acho que elas foram feitas mesmo para ficarem juntas (tenho dito!), e se não for o caso, que fiquem apenas com a companhia uma da outra. Mas, de todos os caras que a Maura já se relacionou, o Jack foi o que eu pude dizer "ele é um cara legal". Divertido, inteligente e carinhoso. E, principalmente, não era um psicopata que queria matá-la. Mesmo assim, não foi difícil dizer adeus a ele.


O término deixou a loira abalada, mas a Jane estava lá como sempre, para ajudar e tentar animar... O que nos leva ao próximo episódio (confira a review clicando aqui)!

Patreon de O Vértice