Crítica | Grey’s Anatomy 11x15 – I Feel the Earth Move


“He is not the sun, you are.”



E-MO-CI-O-NAN-TE! Sim, eu gostei do episódio. Muita gente achou fraquinho, porque, baseado no que vimos no trailer, estávamos esperando sangue, destruição, morte e tudo que a Shonda é expert. Só que não: fomos trollados de uma forma tão grande que até agora sinto o tapa. Mas então, né? Deixem-me lhes convencer de que este foi um episódio bom.


Eu sou muito do contra, e quando eu digo muito é muito mesmo. Então, se a maioria escolhe (a) eu escolho (z) só por prazer. Antes, eu negava e dizia que não, mas, de uns tempos para cá, comecei a aceitar que sou assim e ninguém tira isso da minha cabeça. E isso ocorre com tudo, nas aulas mesmo, o professor pergunta se pode levar mais cinco minutos da aula, a galera diz não e eu digo sim, ele pergunta: “quem aí é favor de ter aula no feriado?” Helaine diz: EU!!! Sim, tenho o prazer de levantar a mão, mas não é por birra, é porque eu gosto de ter aula, ué... Mas, aulas à parte, isso também ocorre com séries. O que todos acham o máximo, f***, do caraleo, eu acho normal, já vi melhores, coisas assim. E com “I Feel the Earth Move” não foi diferente. Eu gostei, me julguem, achei emocionante a cena da menininha salvando a mãe, achei muito fofa a cena dela abraçando o Owen. Cenas assim me lembram das primeiras temporadas.


Como eu já mencionei, todos nós fomos otários, o terremoto foi mais leve do que uma pena. Só serviu para juntar a Pierce com o carinha que eu não faço a mínima questão de saber o nome. Vamos ver até onde isso vai dar, mas eu realmente não ligo se ela quer ou não se envolver com alguém do trabs. O terremoto também serviu para que todos percebessem que a Mer é rainha. Gente, que leseira essa de vocês, of course que ela é mito, rainha, diva, salvadora de vidas always and forever (Elijah?). Ninguém aí duvida disso, PORÉM a trama ficou daora, já que, quando você liga para o seu marido e quem atende é uma mulher, você a priori pensa que é uma secretária ou algo assim, mas experimenta não ouvir um alô de volta para você ver no que uma mulher pode se transformar. Mer falou umas 3x e a mulher nada, HUMMM... Deus tá vendo esse trabalho, Derek. Deus tá vendo.


Eu só espero que a Shonda não nos trolle de novo e nos diga que aquela mulher é a chefe dele ou, sei lá, uma amiga que ele fez, porque essa não cola. Mas a parte importante do episódio ficou por conta de Cristina. Não, ela não apareceu. Quero dizer, não fisicamente ou em flashbacks... Mas ela trouxe uma lembrança muito boa, uma lembrança memorável. Na sua despedida de Grey’s, ela proferiu as seguintes palavras: “He is very dreamy, but he is not the sun. You are”. E isso ficou martelando na mente da Meredith de um jeito que, se fosse no Brasil, ela diria: tatuei.


Ela sempre duvidou da sua capacidade enquanto Derek estava presente. Agora que decidiu viver a sua vida em função dela mesma, tudo pareceu dar certo (viva!). Só que ela meio que deixou seu casamento de lado, realmente caiu na rotina e, não tem como negar, é bem notório que ela está bem melhor sem o maridão. Isso tem que ser levado em consideração no dia do juízo final... Anotem. Eu só não quero que tirem a good vibes da mulher, porque ela está destruidora. E sim, Mer, “you don’t need him”.


P.S.: Jackson e Ben me lembram Sloan <3 e Jackson. Saudade demais.


P.S.: A senhora atrás de sexo... AMEI!!! HAHAHA


P.S.: Owen e Amelia <3


P.S. LACRADORZAÇO: Ed Sheeran. Não precisa ser entendedor para entender.


Beijão e até a próxima!

Patreon de O Vértice