Crítica | The Flash 1x16 – Rogue Time

E se você pudesse voltar no tempo, o que você faria?


O episódio da semana passada foi ótimo e teve um final incrível, o que criou uma grande expectativa para o episódio desta semana, que, sim, foi bom, mas não entregou algo tão bom quanto se esperava.


Percebi que a série trata o tempo da mesma maneira que Stephen King trata em seu livro 22/11/1963 (recomendo a leitura, por sinal): faça mudanças no tempo que o tempo irá arrumar um jeito de piorar as coisas para o seu lado. Barry, logo após alterar os fatos do dia, descobriu bem rápido que as consequências poderiam ser piores.


A aparição de Capitão Frio e Onda Térmica foram os melhores pontos do episódio. A presença dos vilões recorrentes sempre me alegra e a inclusão da irmã do Capitão, apesar de não ter acrescentado muito, foi interessante. Entretanto, não gostei dos efeitos da arma de “ouro” dela. Acho que foi o primeiro pecado, quanto a efeitos visuais, da série. Sem contar que essa arma não tem absolutamente NADA a ver com a personagem Lisa dos quadrinhos.


Assim como aconteceu na semana passada, a cena de Wells e Cisco foi um ponto alto. Sendo totalmente diferente desta vez, mas entregando a mesma emoção. Tivemos uma cena em que a relação de pai e filho entre eles foi mostrada.


Capitão Frio, na minha opinião, nunca representou um perigo real à Barry. Não me entendam mal, eu AMO o vilão. Não sei se é atuação de Miller ou a apresentação cartoon do vilão, mas quando os dois se enfrentam, sempre acho que é só para dar mais volume à série. Entretanto, gostei da cena final entre os dois, com eles conversando e chegando a um “acordo”. Não vejo a hora do retorno dos vilões para algo maior.


Tenho que dizer que estou feliz pelo relacionamento de Barry e Iris não ter ido pra frente e lamento que Linda e Barry tenham terminado. Eu realmente gostava dela.


Esse episódio foi uma boa introdução à viagem do tempo. Boa suficiente para não confundir o espectador mediano, que não entende tanto da série/quadrinhos e não quer nada muito complexo. Espero que mais pra frente as ramificações do tempo sejam melhores exploradas.

Patreon de O Vértice