Crítica | Agents of S.H.I.E.L.D. 2x13 – One of Us

É hora de morfar!


E finalmente a série decidiu fazer um episódio para mostrar o que realmente é a S.H.I.E.L.D., um local onde os melhores agentes protegem os cidadãos e prendem os caras maus. Nada mais perfeito para isso do que mostrar a vida de algumas pessoas que tiveram uma sentença e agora pagam por seus "pecados", se o filme do Esquadrão Suicida ou até mesmo o do Sexteto Sinistro (será que ainda está de pé?) demorarão um pouco para sair, nada melhor do que matar um pouco a vontade de ver um time de vilões agindo com um episódio como esse.


Apesar de ter achado a equipe um pouco fraca, consegui ter uma certa empatia por alguns personagens. Gostei muito da Karla Faye, mas não sei se é porque acompanho a carreira da atriz Drea de Matteo há um certo tempo. Apesar de ela não possuir poderes realmente, achei muito interessante as suas unhas. E embora ela possua o mesmo nome de uma personagem das HQs, não se trata da mesma pessoa.


Agora, gostei realmente foi do David Angar, com o seu grito poderoso. Nas HQs, ele é mais conhecido como um dos inimigos tanto do Demolidor quanto da Viúva Negra. Já sobre o restante da equipe, tanto Francis Noche quanto Wendell Levi aparentemente são personagens exclusivos da série, e não me chamaram tanto a atenção.


E quem diria que May já foi casada em algum dia de sua vida?! Digo mais, quem diria que um psicólogo aguentava o seu temperamento?! Se bem que, como eles estão divorciados, ele não aguentou tanto assim... Fora isso, achei bem interessante a interação dos dois. Acabou sobrando para a dupla os momentos mais leves do episódio.


O que não teve nada de leve foi a trama envolvendo a Skye. Estou ficando com pena da moça, pois dá para perceber que ela está lutando bravamente para controlar seus poderes. Talvez pelo fato de nunca ter tido realmente uma família, a coitada está fazendo de tudo para não decepcionar seus amigos. Mas, ao que parece, ela está pagando um custo muito alto para isso, para ser aceita... Eu realmente estava acreditando que ela estava conseguindo controlar os seus poderes, mas, como vimos, o que estava acontecendo na verdade é que ela estava liberando-os internamente, e quebrando todos os ossos de suas mãos e braços.


O que eu achei muito interessante foi o fato de Simmons ter desenvolvido um dispositivo para tentar minimizar essas fraturas. Esse dispositivo lembra o que a Daisy usa em suas mãos nas HQs. Assim, se alguém estava preocupado com a caracterização da personagem, começo a achar que vocês podem ficar um pouco mais aliviados, pois deve se aproximar do que conhecemos nos quadrinhos.


Apesar do episódio não ter tido tanta ação até quase os seus 30 minutos, a luta de Coulson, Bobbi e May contra a galera do mal valeu a pena. Fazia tempo que eu não via May tão inspirada e com sede de sangue! Ela teve direito até a uma cena brega em slow motion. Outra coisa que foi quase imperceptível e bobo, mas que eu achei engraçado, foi quando a Karen e a Bobbi estavam lutando na arquibancada e o bastão de Bobbi voou longe. Ela, toda delicada, com direito a perninha levantada e tudo, foi recuperá-lo antes de seguir a luta.


Um ponto muito importante deste episódio foi a revelação de que o Calvin não é um Inumano, conforme estávamos pensando. Foi falado que todos os poderes que o papai da Skye possui são devidos a um experimento genético proposital. Em vista disso, não consigo entender o porquê do Gavin ter se teletransportado e capturado o Gordon para ele não continuasse os seus planos. Seria alguma ordem da Raina?


Mas, infelizmente, tenho que deixar registrada uma reclamação. Já está me enchendo um pouco essa trama do Mack and Cheese e da Bobbi, com toda a teoria da conspiração e segredos. Só respirei um pouquinho mais aliviado ao ver que Hunter está realmente vivo, e até possui uma refeição para não morrer de fome. Apesar desse plot estar chato em sua boa parte, vimos no final que os dois não são da H.Y.D.R.A., mas sim de uma suposta "S.H.I.E.L.D. verdadeira", com direito até a um novo emblema.


shield-2x13


Após essa revelação, surgiu em minha mente uma teoria. Decidi pesquisar um pouco para ver se não estava viajando e acabei vendo que não sou só eu quem pensa isso. Vou tentar explicar a minha teoria. Após os eventos de Capitão América 2, a S.H.I.E.L.D. foi fechada e a Agente Hill decidiu trabalhar com Tony Stark. Tony nunca aprovou a direção de Nick Fury, e nem a forma como a S.H.IE.LD. trabalhava. Com a agência já não existindo mais, Hill trabalhando com ele e sabendo sobre todo o passado e sobre a administração da S.H.I.E.L.D., nada mais interessante do que Tony Stark abrir uma nova versão da agência e administrá-la da forma que ele julga ser a mais correta. As evidências de que a série pode seguir este rumo ficam ainda maiores com a informação de que Bobbi e Mack estão investigando Coulson e sua administração. Como eu disse anteriormente, isso é apenas uma teoria, algo que pensei e que também está sendo especulado por alguns sites gringos. Mas, vamos confessar, isso seria muito interessante de se ver, pois ajudaria (e muito) na construção da trama do filme Capitão América - Guerra Civil dentro do universo cinematográfico da Marvel. Contudo, só o tempo pode dizer se isso realmente irá se concretizar.

Patreon de O Vértice