Shameless 5x04 – A Night to Remem... Wait, What?

“Seu guarda, seja meu amigo, me bata, me prenda, faça tudo comigo, mas não me deixe... ficar sem ela!”


“A Night to Remem... Wait, What?” se iniciou com Frank largado, jogado em qualquer lugar por esse mundão e sendo acordado por um guarda da maneira mais singela possível: “Wake, wake.”, e ele acordou feliz, ué! Afinal, ele estava comemorando seu último dia abaixo da linha da pobreza (sqn). Pobre Frankie, achou que o dinheiro do seguro ainda não tinha sido retirado... But guess what?! O dinheiro estava tão longe quanto a sua saída da pobreza. E após descobrir que não se lembra de absolutamente nada do que aconteceu na noite anterior, inclusive com o seu dinheiro, o adorável patriarca coberto de cocô de pombo foi em busca da reconstrução dos fatos (isso me trouxe boas lembranças de The Hangover).


Após passar em todos os lugares inimagináveis, Sr. Gallagher descobriu não só o que aconteceu com ele, mas com o seu dinheiro. E quem poderia pensar nesta ironia da vida? Seus últimos centavos foram para uma companhia onde crianças sem teto podem voltar a andar usando próteses. Com essa, ele não contava. Fica esperto da próxima, Frank.


E passando a bola para a próxima Gallagher... Querida Fiona, eu peço, com todo o carinho do mundo, que você pense antes de tomar qualquer atitude que vá mudar sua vida completamente. Mas o que seria de Shameless se não tivesse as atrapalhadas e atitudes impensadas dos Gallaghers?!


Da 4ª temporada para cá, Fiona mostrou o seu lado mais sombrio e mais profundo, diria eu, apresentando um drama que não tínhamos visto nas temporadas anteriores. Emmy Rossum vem fazendo um excelente trabalho, e espero que continue assim, pois precisamos de toda atuação dessa belíssima e talentosa atriz. Logo no início do episódio, percebi que tudo estava bom demais para continuar assim. Todo o clima de menina apaixonada, cantando e se divertindo com seu mais novo grande amor, vivendo um verdadeiro sonho... Bem, após mentir para o seu chefe e sair feito louca para casar com alguém que ela só conhecia há 9 dias e 12 horas (mas quem está contando?), não espero mais nada da Fi (ou será que sim?!). E apesar das boas intenções que o sujeito boa pinta aparentemente tinha, nada acaba bem para os Gallaghers no fim das contas... Mas tudo bem, pois eu ainda estou com saudade e curiosa para saber por onde anda nosso Steve/Jimmy/Jack.


Acho que, entre todos os personagens, o que teve um melhor aproveitamento foi o Lip. A história dele vem crescendo de forma significativa. Enquanto Fiona toma decisões precipitadas, Lip deixou de lado o garoto imaturo das seasons anteriores e, dessa vez, parece estar tomando o caminho certo. Que sorte a dele achar uma namorada riquíssima, com um pai engenheiro riquíssimo que ainda pode ajudá-lo na faculdade. Mas, conhecendo e acompanhando essa brilhante série, sabemos que isso não durará muito...


P.S.: Carl trabalhando com drogas? Hahahaha. Espia só a bagunça que isso vai dar.


P.S.: Deu muita dó do Mickey super preocupado com o Ian e a sua doideira com o lance das malas.


P.S.: Debbie tem um jeito estranho de falar com os meninos. Ela faz uns bicos tão intimidadores, perceberam?


P.S.: Morri muito com a V se roçando com o cara na balada. Gente, o que foi isso?!


P.S.: A cara da Fiona no final do episódio me pareceu um pouco uma cara de arrependimento, será?


Conclusão do episódio: Nós precisamos da Sheila de volta assim como o Frank precisa de álcool.


Beijinhos e até a próxima!

Patreon de O Vértice