Crítica | Agent Carter 1x06 – A Sin to Err

O nível da série aumenta mais uma vez, com a apresentação de um ótimo episódio.


“A Sin To Err” é um episódio de reviravoltas. Nele, vimos a “casa cair” para Peggy e sua conspiração sendo exposta para a SSR, o que a tornou uma inimiga do país. Apesar do mundo de Peggy desabar muito rápido, essa trama criou ótimas situações para a série.


O episódio da semana passada deu uma dose de energia para a série com uma viagem ao exterior. Aqui, os roteiristas mantiveram o ritmo, uma vez que nossa protagonista voltou para casa com uma nova enxurrada de problemas. Enquanto Peggy se juntava novamente com Jarvis para descobrir quem era a agente da Leviatã que manipulou Howard Stark, Agente Sousa juntou as peças finais do quebra-cabeça que levaria à captura de Peggy. Essas duas histórias distintas se conectaram no meio do episódio, quando Peggy e Jarvis fpram jantar e descobriram que estavam sendo emboscados por agentes da SSR. Este momento rendeu uma das melhores cenas de luta que vi nesta temporada.


Em termos de cenas de ação, as lutas corpo-a-corpo são onde a série se destaca mais. E é justamente a quantidade de ação que aproximou este episódio com o da semana passada. A diferença é que no episódio anterior tivemos mais cenas de tiroteio – algo difícil de ser feito de maneira satisfatória com orçamento de TV, mas que agradou bastante.


Angie é uma boa amiga de Peggy, mas a série não perdeu nada por ela não ter aparecido no episódio anterior. Ela e sua história não são tão importantes quanto tentam fazer parecer com que sejam. Apesar de não termos visto desenvolvimento da personagem neste episódio, tivemos uma boa cena com ela protegendo Peggy e distraindo os agentes da SSR.


No final do episódio, vimos Dottie tentando matar Peggy, em uma cena que me surpreendeu. Enquanto a DC trata, em suas séries, de maneira mais corriqueira o homossexualismo, a Marvel peca em não mostrar isso. O beijo, mesmo que com outra intenção, foi um passo feliz de Agent Carter para um tratamento mais normal de tal assunto. Quem sabe agora novas portas irão se abrir?


O episódio terminou em um bom momento: quando vão questionar Peggy sobre o que realmente aconteceu. Assim, fomos deixados com um ótimo gancho para a semana que vem. Veremos como a história irá se desenrolar.


Concluindo, este episódio apresentou um nível tão alto quanto o do episódio anterior. Com um quê de espionagem e de thriller de suspense, a série, aparentemente, encontrou seu caminho.

Patreon de O Vértice