Constantine 1x11 – A Whole World Out There

Quando as pessoas vão aprender que cemitérios NÃO SÃO lugares para se divertir?


Mais uma vez, chegou a nossa hora de bater um papo sobre os acontecimentos em Constantine. Não sei se por se entregar a ideia do cancelamento ou simplesmente porque a NBC mandou ligar o whatever na hora de fazer os episódios, mas A Whole World Out There chega até nós para confirmar a suspeita que levantei no texto anterior: a série vai nos deixar sem um mínimo de conclusão.


Chas ficou no seu momento família e Zed parece ter muito sono para gastar – realmente achei a explicação mais pobre possível de se dar... –, então John resolveu, ao seu melhor estilo, passar um bom tempo se embebedando e fumando o seu clássico cigarro. Mas, como nada é perfeito, Manny apareceu para requisitar que John fosse em auxílio de seu velho amigo Ritchie Simpson (maravilhosamente interpretado por Jeremy Davies), mais um dos membros da Newcastle Crew.


Não vou dizer que essa trama de universo paralelo foi mal construída, porque qualquer um que tenha visto o episódio sabe disso. Também não vou gastar linhas do texto dizendo o quanto achei medíocre e abaixo de coadjuvante a atuação do grupo de adolescentes estilo da franquia Sexta-Feira 13. Desperdiçar linhas com isso é de pouco valor...


Um dos poucos elementos bons do episódio foi a maneira como usaram o espelho que mostra partes do passado para retratar a maneira como John nos quadrinhos é atormentado pelos espíritos daqueles que ele já perdeu. Foi uma sacada muito inteligente.


Gostei muito de como a falta de talento e roteiro do resto do episódio nos deu uma oportunidade de fazer Many realmente “aparecer”, tomar parte em alguma coisa. E também deu um enorme tempo de cena para Ritchie e John.


E já que mencionei Ritchie, a melhor maneira de terminar o texto é mencionando que nos quadrinhos, Ritchie aparece em eventos bem diferentes do que vimos aqui, mas acho que a série conseguiu fazer com que, assim como com Gary, essa ressignificação servisse a um propósito. Sim, removeu um pouco do tom sombrio que tanto amamos no material Vertigo, mas ficou bom mesmo assim.


Bom, restam dois outros encontros para discutir Contantine. Então, temos que aceitar que a série terminará sem o mínimo apropriado de conclusão e esperar para ver o que vai acontecer nos últimos episódios. Até a próxima.

Patreon de O Vértice