O Bicho-da-Seda - Robert Galbraith | Crítica


Em 2013 J.K. Rowling deu um baita susto no mundo literário ao ser descoberta como verdadeira autora do pseudônimo Robert Galbraith, autor que lançou o nada badalado, mas depois best-seller, O Chamado do Cuco. Criando mistérios ao melhor estilo Agatha Christie e com a tradição de criar personagens fortes, Galbraith nos apresentou o nada comum detetive Cormoran Strike desvendando um intrincado caso em Londres.

Pouco mais de um ano depois, Galbraith volta para continuar a saga de Strike e Robin (sua secretária/assistente), com a investigação de um sumiço e posterior assassinato de Owen Quine, um autor que escreveu mas não publicou um livro com teor altamente erótico e subversivo, utilizando simbologias e referências a personalidades e conhecidos de seu ciclo social de modo nada agradável.

Passeando pela Londres dos dias atuais, Galbraith utiliza quase 500 páginas para avançar nas relações de Strike com seu passado e sua família, além de apresentar o lado pessoal de Robin. No meio disso tudo, a investigação do crime cometido, que no início parece repleto de mistérios, conspirações e importância, vai se desenvolvendo. Galbraith continua caprichando nas descrições das cidades e criando diálogos como ninguém, deixando o livro com um bom ritmo até as páginas finais.

O desfecho do livro em si, obviamente com a resolução do crime, é menos empolgante do que toda a trama construída, talvez pela força de Strike e Robin e de toda a relação conturbada do protagonista com seu passado, ou talvez por alguma pressa em finalizar o texto e a descoberta final, que foi magistralmente criada com vários símbolos e mitologias para depois não serem utilizados. Galbraith poderia ter caprichado um pouco mais, como fez em O Chamado do Cuco, porém nada que comprometa a divertida jornada e torne o detetive Cormoran Strike ainda mais fascinante. Com certeza teremos mais livros sobre ele em breve.

Confira a sinopse de O Bicho da Seda, da editora Rocco:

Sob o pseudônimo de Robert Galbraith, a criadora do universo fantástico do bruxinho Harry Potter brinda os leitores com mais uma aventura do detetive particular Cormoran Strike, apresentado ao público em O chamado do Cuco, que vendeu mais de 125 mil exemplares no Brasil e alcançou as principais listas dos mais vendidos do país e do mundo. Em O bicho-da-seda, Strike investiga o desaparecimento do escritor Owen Quine, conhecido por seu temperamento difícil. Em uma trama envolvente, a autora reúne elementos que agradam aos fãs de histórias policiais: assassinato, loucura, vingança e uma boa dose de ação.

Quando Leonora, mulher de Owen, bate à porta do escritório de Strike pedindo ajuda para encontrar o marido desaparecido, o detetive decide aceitar o serviço, mesmo desconfiando de que seria difícil receber seus honorários. O que parecia um caso simples de desaparecimento proposital se revela um assassinato com requintes de crueldade: o corpo do escritor é encontrado em circunstâncias chocantes, reproduzindo a cena final de seu último livro, Bombyx Mori, ainda inédito e considerado impublicável pelos editores.

A investigação de Strike se concentra nas pessoas que teriam acesso ao manuscrito. Além de Leonora, estão na lista a amante de Owen, Kathryn Kent; a agente dele, Elizabeth Tassel; o editor, Jerry Waldegrave; o dono da editora que publica as obras de Quine, Daniel Chard; a aluna do escritor em um curso de redação, Pippa Midgley; e o autor Michael Fancourt, que foi muito amigo de Owen mas cortou relações com ele depois de uma briga. Todos com um motivo em comum para odiar Quine: mesmo com os nomes trocados, podem ser reconhecidos nas descrições humilhantes dos personagens do universo grotesco de Bombyx Mori.

Enquanto a polícia está quase certa de que Leonora é a culpada pela morte de Quine, os instintos de Strike dizem o contrário. Teria o detetive perdido a capacidade de analisar os fatos friamente e se deixado levar pela piedade despertada por uma viúva que cuida da filha com problemas mentais? A história de Bombyx Mori não passa de uma vingança do autor contra todos que o atormentavam ou esconde a chave para solucionar o crime? Siga as pistas deixadas por Robert Galbraith e saboreie as surpresas que levam ao fim do mistério.

NOTA 7,0
Patreon de O Vértice