Modern Family 6x12 – The Big Guns

Quando os novos vizinhos dos Dunphys foram apresentados, fiquei empolgado, ansiando por novidades. Os novatos logo deixaram claro para a audiência que colocariam Claire e Phil em situações incômodas. Considerando esse episódio, o duelo entre casais, que promete ser recorrente, não me anima tanto. A única coisa que lembro de ter dado risada foi de Haley chegando com um pacote de Doritos, devido a atração causada pela marola da erva. Minto, também teve a cena onde a polícia chega e Ronnie tem o reflexo de tirar o boné para abanar o cheiro de maconha inexistente. Felizmente a química entre Claire e Phil sempre funciona, e de forma curiosa o plot faz graça com o fato de Claire agir sozinha, chamando a polícia. Preferia que os dois tivessem resolvido a situação juntos, mas confesso que dei risada com Claire fazendo-se de desentendida.


A alguns quilômetros da situação de Claire e Phil, Jay tentava ensinar o pequeno Joe como usar o troninho. A idade é uma preocupação frequente de Jay, e as situações em que ele se coloca para se sentir jovem, ou tirar proveito da vida enquanto pode, geralmente rende momentos engraçados. Vê-lo cantando uma musiquinha incentivando Joe a “fazer o número 1” é prova disso. Manny tentou se fazer útil no plot, mas, para mim, foi dispensável. Ele só estava chato. Me pergunto quando Joe irá começar a falar e qual será sua personalidade. Não lembro exatamente do momento em que Lilly virou a diva desse show, e duvido que Joe roube seu estrelismo.


Citando a diva canastrona de Modern Family, seu plot foi uma palhaçada, no melhor sentido possível, claro. A atitude de um pai em colocar sua filha numa escola de palhaço por si só já é engraçado. Fundamentalistas invejosos e preconceituosos de plantão podem dizer que um casal gay não sabe criar uma criança. “Onde já se viu mandar uma criança para uma escola de palhaços?”, diria a pessoa tola que vê Modern Family como um drama. Cam tentou trazer a filha para um universo lúdico cheio de gargalhadas, cores, performances e maquiagens que assustam pessoas como eu. Ele quis compartilhar parte da vida dele que é reprimida pelo amor maior a Mitchell.


Mitchell por sua vez adorou ver as porradas em Cam. Uma coisa que sei sobre palhaços é que eles fazem bastante comédia física. Seus tombos e tabefes fazem as crianças quase engasgarem na pipoca, e Mitchell não é criança faz tempo para se divertir com alguém apanhando. Lilly não podia continuar agredindo o pai, mas como não ferir os sentimentos de um amante das artes circenses? Mentindo carinhosamente, claro! Adorei a forma que ela lidou com o Cam. Se ela não dizer a verdade, veremos a dupla Lizbo & Fizbo mais vezes. Fico na torcida para que ela minta o máximo possível para que minhas risadas fiquem garantidas.


O título do episódio é uma alusão ao plot de Phil e Claire, mas o destaque foi para Cam e Lilly.


P.S.: Será que irão insistir numa namorada para Luke? Acho a tentativa válida.

Patreon de O Vértice