MasterChef Junior 3x01 – The Class of 2015 [Season Premiere]

Uma nova classe, o mesmo nível de excelência.


A segunda temporada de MasterChef Junior acabou na metade de dezembro de 2014, mas rapidamente o show retornou para mais uma temporada recheada de talentos e belezas gastronômicas. Dessa vez, 19 candidatos entre 8 e 13 anos de idade foram selecionados, 3 a mais do que na temporada anterior.


Para começar a temporada animados, uma caça ao tesouro foi realizada. Nada mais divertido do que revirar um monte de comida para achar o avental que pode proporcionar uma estadia fantástica e uma vitória bem sucedida.


Mas 19 é muito, e para filtrar essa galerinha talentosa foi preciso um desafio, e nada melhor e mais clássico do que uma Mistery Box (Caixa Misteriosa) para ver o que aqueles jovens talentosos são capazes de criar com ingredientes pré-determinados. O final dessa deliciosa brincadeira fez com que Jenna (12), Jack (12) e Kayla (11) obtivessem os melhores resultados. Dos três, fiquei com água na boca para provar a sobremesa de Jenna. Pudim de arroz com coco e cobertura de manga e menta. Um arroz-doce chique que estava com uma cara ótima. Até então, achei Jenna a mais carismática, mas antes de declará-la oficialmente minha favorita para ganhar a competição, quero vê-la cozinhar mais.


Numa surpresa, tivemos 3 ganhadores da Mistery Box, e eles precisaram decidir entre três pratos de massa. Ravioli, Lasanha e Pappardelle, os três aparentemente deliciosos. A escolha foi Pappardelle, e lá foram os pequenos fazer suas massas caseiras. Acho lindo vê-los fazendo a massa. Um puxa e estica duma bela e deliciosa mistura de farinha, ovos, azeite e tempero.


Neste Teste de Eliminação, destaco os pratos de Riley (8), o mais novo e pequeno competidor, e Jimmy (12), que me lembrou o Brann Stark das primeiras temporadas de Game of Thrones. Riley colocou bastante molho em seu Pappardelle, e eu adoro molho. Um grande vermelho de abrir o apetite. E no Pappardelle de Jimmy havia linguiça, ou seja, carne. Como bom carnívoro (não me odeiem vegans), não ia ficar indiferente ao prato de Jimmy, que também tinha uma boa cor e vivacidade. O prato de Parker também tinha carne, mas não estava tão bem apresentado.


O teste mandou para casa 5 jovens talentosos. Acho fofo as outras crianças se despedirem dos colegas que se vão, dando-lhes atenção. Eu realmente acredito que exista uma amizade fresca entre eles e um espírito de que vença o melhor.


O próximo episódio promete muita diversão, sujeira e carnes deliciosas.

Patreon de O Vértice