Marco Polo 1x04 – The Fourth Step

Melhor episódio até aqui é carregado de intrigas e dá mais um passo rumo à guerra.


“O quarto passo”, episódio de número quatro de Marco Polo, mostrou todo potencial da série com uma história cheia de intrigas que deverá levar os personagens a um desfecho irremediável: a guerra entre o império Khan e Song. A disputa política entre a viúva do antigo imperador e Jia Sidao ganhou novos contornos neste capítulo, e Sidao mostrou o quanto pode ser perigoso e o tamanho de sua influência em Xiangyang.


A curiosidade de Marco acabou o deixando com fortes delírios com a Princesa Azul, fruto do veneno de uma picada da “cobra dos cinco passos”. Ao seguir o misterioso cavaleiro amigo da princesa, ele acabou surpreendido com o ataque do animal e quase partiu dessa pra melhor. Temendo que a cobra pudesse ter sido colocada para princesa, Polo partiu em busca de respostas, e assim descobrimos um pouco mais sobre este mistério. A Princesa Azul e o cavaleiro são na verdade amantes, e planejam fugir da cidade com o dinheiro das joias.


Os Song pediram uma conferência e Jingim ganhou mais uma chance de mostrar o seu valor ao ser o escolhido para representar seu pai. A dúvida sobre a verdadeira natureza desta reunião foi colocada em pauta pelo conselho de guerra, que determinou que o herdeiro do imperador iria conduzi-la. Mas a maior surpresa veio ao constatarmos que a reunião foi organizada pela viúva do imperador Song, que deseja a paz entre os dois povos, ao contrário de Jia, que ficou sabendo do plano a tempo de sabotá-lo.


A maior surpresa do episódio veio com a prisão do pai e tio de Marco, que estavam contrabandeando bugigangas pelo Oriente. Eu imaginei mil razões para Polo ter sido deixado pelo pai, mas nenhuma realmente se encaixava com esta possibilidade. As mercadorias seriam guardadas na casa de Marco até eles irem embora. Ou seja, deixar Marco foi apenas parte de um plano para enganar Khan. “Toda minha vida eu esperei que o grande aventureiro me oferecesse um lugar ao seu lado. Finalmente consegui o que queria.”. Decepção total, senhor Polo!


Jingim e o ministro Ahmad trabalharam juntos e conseguiram um grande resultado na conferência. Enquanto o ministro ameaçava o representante Song com sanções pesadas, Jingim mostrou maturidade e conseguiu selar um bom acordo para ambas as partes. Após viver um pesadelo pessoal com a derrota na batalha de Wuchang, parece que o garoto se redimiu ao conseguir bons resultados políticos.


As inquietantes cenas finais deste capítulo mostraram o horror por trás de Jia Sidao. Enquanto seus homens matavam os envolvidos na reunião com o império Khan, ele, numa cena terrível, quebrava os dedos de sua sobrinha seguindo antigas tradições chinesas. Se existe um mal a ser combatido nesta série, tenho certeza que ele está aqui.


Khan mostrou clemência ao liberar Marco das acusações de seu pai e tio, mas o veneziano ficou responsável por escolher uma punição apropriada aos dois. A morte dos três seria o desfecho mais provável neste caso, mas o imperador é um grande estrategista e vê características em Marco que serão úteis no futuro do reino. Mas isso poderá despertar o ciúme de pessoas ligadas ao Khan, especialmente seu filho.


Confesso que estou muito empolgado com a série, que resolveu deslanchar quase na metade da primeira temporada. O final de “Banquete” ganhou minha curiosidade e este episódio veio para tomar de vez minha atenção. Os personagens estão bem estabelecidos e cada episódio instiga mais a vontade de acompanha-los. A paz entre os dois impérios parece não fazer parte do roteiro da série, e tudo leva a crer que ela acontecerá nos episódios finais da temporada. Então até o próximo review!

Patreon de O Vértice