Elementary 3x12 – The One That Got Away

E... Elementary está de volta.


Aparentemente, os escritores resolveram voltar a trabalhar para termos a série que tínhamos na primeira temporada de volta. Tudo bem que eu esperava mais desse plot da Kitty, acredito que ele poderia ser mais trabalhado e desenvolvido, mas, ao mesmo tempo, fiquei feliz que eles não enrolaram demais e foram direto para a solução do problema.




“I’m leaving (...) I wasn’t ready for this.”



Não vou dizer que gostei da Kitty quando ela chegou, mas agora que eu estava começando a gostar da personagem eles simplesmente a mandam embora? Demorou bastante, sim, mas eu aprendi a gostar dela com o tempo, a reconhecer o seu valor. Eu dizia que a Watson tinha um jeito importante de impactar o Sherlock que a Kitty não tinha, e agora eu percebo que a Kitty possuía o jeito próprio dela, tão importante quanto. Sinto que, se eles tivessem adicionado essas cenas deles se conhecendo no começo da temporada e tivessem mostrado um pouco do Sherlock na Inglaterra e da Watson trabalhando sozinha, teríamos nos aproximado e gostado mais da Kitty (sem falar que o começo da temporada teria sido bem melhor).


Gostei das partes do treinamento da Kitty mostradas em cena, do fato de não terem mostrado os mesmos que mostraram para Watson, mas também gostei das referências que o Sherlock fez ao treinamento da Watson. Ver o relacionamento dos dois hoje e a forma com a qual eles discutiam o caso do Gruner, denotando o crescimento da Watson desde o começo da série, foi bonito. Mais uma vez, Sherlock acreditou que estava certo sobre tudo, e insistiu em seguir a linha de raciocínio dele, quando a Watson acabou vendo as pistas para resolver o caso. Gostei muito de ver os dois discutindo o caso de igual para igual.




“I will always be your friend.” / “Tell me she’s ok.”



Mais uma vez vimos como a presença da Kitty afetou os dois durante esta temporada. Além de reaproximar os dois, ela ganhou a afeição e a amizade dos protagonistas da série. Apesar de ela demonstrar isso mais para o Sherlock – que foi quem a salvou –, acredito que ela sinta o mesmo pela Watson. As demonstrações de afeto das duas foram sempre sutis, mas significativas. Agora, fico triste de ver essa parte da série se acabando. Acho que os relacionamentos entre eles deveriam ter sido mais desenvolvidos. Me pergunto se ainda veremos um pouco da Kitty por aí.




“Do you know what I haven’t said to anyone in a really long time? I love you.”



E assim nos despedimos da Kitty, uma personagem que eu dizia ser mal trabalhada e mal aproveitada, alguém que eu custei a gostar, mas agora me sinto triste em dizer adeus. A edição e o roteiro desse episódio foram muito bem feitos, desenvolvendo a Kitty melhor do que ela foi desenvolvida durante o decorrer da temporada inteira. A cena da conversa com o Sherlock na porta do depósito e o impacto das palavras dele nas atitudes dela e a cena final, demonstrando toda a influência da presença dela na sobriedade do Sherlock ainda quando eles estavam se conhecendo, me deixou um gosto de quero mais, me fazendo perceber que vou sentir muita falta dela. Kitty pode não ter tido uma apresentação boa na série, mas a sua finalização foi muito bem escrita e executada.


Agora, é ver se os escritores resolvem continuar nessa linha de crescimento ou se a série volta para uma enrolação sem fim. Ouvi rumores de que Moriarty ainda aparece nessa temporada. Será? *fingers crossed* Nos vemos na review do próximo episódio ;)

Patreon de O Vértice