The Big Bang Theory 8x10 – The Champagne Reflection

Tudo precisa acabar um dia, mas parece que Sheldon não gosta dessa ideia.


O assunto da vez em The Big Bang Theory foi despedida/encerramento. A primeira despedida que o episódio nos apresentou foi o fim da melhor web-série de todos os tempos: FUN WITH FLAGS. Durante as temporadas mais recentes, confesso que me diverti bastante com todos os episódios que tiveram como tema central o programa sobre bandeiras apresentado por Sheldon. Ver alguns dos melhores momentos (como, Amy vestida de Canguru apresentando a bandeira da Austrália, as participações especiais, Sheldon vestido de Betsy Ross, Sheldon e Amy vestidos com roupa de banho antiga, ...) só me deixou mais triste pela despedida.


Mas Sheldon decidiu encerrar a web-série por não conseguir conciliar a vida profissional, o programa sobre as bandeiras e a namorada. Outro motivo que demonstra a insatisfação do nerd para continuar com o projeto é a falta de público e interações sobre o programa. Imagino como deve ser frustrante a gente se empenhar em um projeto, dar tudo para que ele saia perfeito e depois ver que ninguém se interessou em assistir, comentar, elogiar ou criticar. Isso foi mostrado na cena em que Sheldon estava no computador e ficou feliz quando um usuário comentou e elogiou o episódio final.


Claro, sendo o Sheldon, ele logo decidiu voltar a fazer o show... Achei essa decisão bastante errada. Passar um episódio inteiro se despedindo da web-série para, no final, ver que ela não será mais encerrada é frustrante. É como se o episódio não tivesse servido para nada, como se ele fosse descartável. Ponto negativo para os roteiristas, que não tiveram coragem de tomar uma decisão ousada na série.


Outro encerramento mostrado no episódio aconteceu em torno de uma morte e teve Leonard, Howard e Raj como protagonistas do plot. Tudo aconteceu quando eles foram convocados pela universidade para limpar a sala do professor Abbot, que havia falecido. Eles começaram a ver as coisas deixadas pelo professor e descobriram o valor de uma vida humana. Nesse plot, gostei muito da história da garrafa de champanhe que foi guardada durante 50 anos e que o professor somente abria no momento em que fizesse uma grande recompensa, o que acabou não acontecendo. Para honrar a memória do professor, os 3 amigos juraram que iriam guardar a garrafa e abri-la quando algum deles fizesse alguma realização grandiosa. Mas o que Leonard não previa é que Sheldon, que não fazia parte dessa história antes, estragaria o combinado, abrindo a garrafa de felicidade, só por ter recebido um único comentário sobre o “episódio final” de Fun With Flags. Quando vi a cena, confesso que fiquei com raiva. Deu vontade de comprar uma passagem para Pasadena só para dar um tapa e um sermão no Sheldon por ele ter feito aquilo.


O terceiro e pior plot do episódio se resumiu à velha história de Bernadette confrontando pessoas que têm medo da maneira como ela os trata e Penny tentando ajudá-la a superar essa sua malvadeza interior. Espero que o encerramento proposto aqui seja o fim desse plot, porque, pelo menos para mim, ele não está rendendo. Sempre me vejo olhando para o tempo e contando os segundos nas cenas dessas duas.


Diante de alguns plots ótimos e outros mal executados, The Big Bang Theory vai seguindo a sua temporada mais irregular até aqui. Estamos quase chegando na metade da temporada e o hiato de fim de ano está quase aí... A minha torcida é para que a série se recupere nos episódios do próximo ano e que a qualidade suba.

Patreon de O Vértice