Ossos - Kathy Reichs | Crítica

Nem as séries de TV escapam mais da falta de criatividade — ou apetite a riscos — de roteiristas e canais de televisão americanos. A cada ano, o número de séries e minisséries baseadas em contos, livros e obras só aumenta. Não que isso seja de todo mal, afinal de contas, adaptar uma história interessante para outra mídia é sim uma excelente saída para promover a obra. Mas quando a qualidade não é das melhores, tanto a série quanto o livro acabam se queimando.

Felizmente, esse não é o caso de Ossos, livro da escritora Kathy Reichs e que deu origem à série Bones, que já está em sua nona temporada e vem obtendo excelentes resultados de audiência ao explorar o modelo popularizado por CSI: investigação criminal com uma história completa por episódio — não iremos abordar a adaptação ou a série, mas apenas o livro.

Apesar de a popularização da obra ter ocorrido mundialmente a partir de 2005, apenas em 2012 a primeira obra de Kathy Reichs ganhou maior destaque nas livrarias brasileiras. O livro Ossos é a sexta obra que aborda a protagonista Temperance Brennan (vivida na série de TV por Emily Deschanel), mas foi a obra mais divulgada por aqui pelo enredo e título que remetem fortemente à série televisiva.

Ossos_Capa 02

O livro amarra muito bem descrições científicas quase perfeitas — a autora é antropóloga forense, mesma profissão da protagonista —, ação e a parte dramática. O enredo de Ossos conta parte da vida de Temperance, no momento em que ela participa de três investigações criminais ao mesmo tempo: um corpo de bebê carbonizado, um saco de ossos encontrados por ela em um churrasco entre amigos, e um avião, aparentemente relacionado com tráfico de drogas, que cai e onde são encontrados dois corpos. O envolvimento de Brennan nas investigações atrapalha inclusive sua vida pessoal e o livro é bem real ao mostrar os conflitos causados pela personalidade extremamente workaholic da antropóloga.

Assim como os livros que deram origem à série de TV Dexter,  Ossos desenvolve as personagens de forma totalmente diferente do que é visto no seriado Bones, que é uma adaptação baseada na protagonista e não em toda a obra.

O livro não é perfeito nem possui uma trama extremamente cativante, mas para quem sente falta de um bom livro policial ou já leu todos os de Agatha Christie, Ossos não vai lhe decepcionar.
A série de livros que conta as histórias de Temperance Brennan já possui 14 volumes publicados em inglês, mas no Brasil só foram publicados 4 livros: Ossos, a primeira aparição de Temperance Brennan no livro Déja Morta, o sétimo livro da série, Segunda-Feira de Luto, e o recém-lançado Ossos Perdidos. Infelizmente, o jeito é nos contentarmos com estas histórias ou comprarmos os demais livros em inglês.
Patreon de O Vértice