Once Upon a Time 4x10 – Fall

Mais uma maldição ameaça Storybrooke...


Depois de conseguir unir Elsa e Emma através dos lacinhos mágicos, Ingrid finalmente tinha poder suficiente para lançar a maldição do espelho sobre toda a cidade, o que fez com que todos os personagens se unissem para tentar impedi-la.


Bom, nem todos. Rumpel não está nem aí para o que vai acontecer com as pessoas e só pensa em seguir com seu plano, mesmo que para isso ele tenha que destruir a única chance de salvar a todos. Eu só não consigo entender como de repente sair da cidade para dominar o mundo ou qualquer coisa assim tenha se tornado tão importante para ele. Pelo menos ele se preocupa com Henry também, o que já é um avanço.


Uma coisa que eu achei engraçada nesse episódio foi como Elsa, de certa forma, fez a mesma coisa que Rumpel. Ambos sacrificaram a chance de salvar a cidade por motivos pessoais. Rumpel fez isso ao ordenar que Hook aprisionasse as fadas no chapéu e Elsa, ao roubar o colar para procurar a irmã. Claro que o motivo dela foi nobre e o dele não, mas no final os dois estavam dispostos a sacrificar o bem de muitos em troca de algo que queriam.


Pelo menos a atitude da Elsa foi compensada e ela realmente achou a irmã. Foi super fofinho o reencontro delas. Alias, Anna em Storybrooke foi uma das melhores coisas do episódio. Os comentários espontâneos dela vão fazer muita falta. A reação dela ao saber que Emma era filha dos Charmings foi demais. Ela e Kristoff mal chagaram e já estão no meio de uma confusão. É uma pena que ninguém tenha tempo de ser pessoas normais nessa cidade, porque tem sempre alguma coisa ameaçando todo mundo.


ouat2


Outra coisa legal do episódio foi como cada um lidou com a chegada da nova maldição. Todo mundo resolveu se esconder para não machucar ninguém. Snow e David se trancam na cadeia, mas continuam mantendo o otimismo e a esperança de que nada vai separá-los. Regina, por outro lado, sabe do que a sua pior versão é capaz e teme que as pessoas que ela mais ama vejam seu pior lado. Até Rumpel tranca a Belle para ela não machucá-lo.


Emma é imune, o que trás muitas responsabilidades. Foi lindo ver a forma com que Snow e David confiaram nela e todo aquele discurso de como ela é especial e que vai salvar a todos. Ver Snow confiando o bebê à filha mostra que ela aprendeu com seu erro. Agora, mais uma vez cabe a Emma salvar o dia. Claro que ela é a salvadora, mas acho que às vezes ela deve cansar dessa vida de ser responsável pelo bem estar de todos sempre. Até a salvadora merece um descanso.


No final, quando se preparavam para a chegada da maldição, todos eles estavam em seus momentos mais vulneráveis. A despedida mais significativa foi de Emma e Hook. Para ele, aquela pode ter sido a última vez que ele estaria com Emma. Hook acredita que quando a maldição chegar Rumpel vai finalmente matá-lo. É tão triste ver como ele está passando por isso tudo sozinho, sem que ninguém saiba o que está acontecendo e o que ele está sendo obrigado a fazer...


No final, o grande vilão tem sido Rumpel, que parece ter voltado de vez para o lado negro da força. Ele realmente acha que pode ter tudo, o amor da Belle e o poder do Dark One. Só que não é assim. Ele já pensou isso lá atrás, quando Bae era pequeno, e todo mundo sabe como aquela história acabou. Parece que Rumpel nunca vai aprender com seus próprios erros.

Patreon de O Vértice