The Simpsons 25x16/17 – You Don't Have to Live Like a Referee/Luca$

The Simpsons 25x16 – You Don't Have to Live Like a Referee

Os Simpsons voltaram ao Brasil!

25x16 - You Don't Have to Live Like a Referee


Os Simpsons tem várias facetas. Ela é uma série familiar, mas também é satírica. O alvo principal de suas sátiras são os próprios americanos, como também o seu jeito e sua cultura. Mas a série não se resume a isso. De vez em quando, ela vai desbravar outros países e expressar o olhar dos produtores sobre esses lugares, algo que acaba sendo o olhar americano. O Brasil não é uma exceção disso e, como neste ano o mundo está de olho em nós (graças à Copa do Mundo), nada melhor do que a família amarela fazer a sua segunda visita aqui.

Para quem não lembra, a série teve uma passagem turbulenta ao Brasil com o polêmico episódio (13ª temporada, episódio 15), em que vimos um país pobre, primitivo, violento e com programas infantis de gosto duvidoso. Algumas pessoas levaram na esportiva, outros condenaram o episódio. Entre os que condenaram, esteve até o governo Brasileiro da época, que ameaçou processar a animação (em uma prova da total falta de noção dos nossos políticos). Já eu penso que, se a série satirizou praticamente o mundo inteiro, por que deveríamos ser poupados? O que a série mostrou foi exatamente a visão que os estrangeiros tinham (ou ainda tem?) do nosso país.

Já em "You Don't Have to Live Like a Referee", vi um país diferente sendo mostrado. Já não vi cobras andando pelas ruas e o ar era mais de modernidade. Mas claro que a série não iria só nos elogiar. Eles também tocaram em dois pontos de nosso país: o futebol e a corrupção.

No episódio, Homer acabou vindo ao Brasil por causa de um discurso de Lisa que o quantificou como herói. Aparentemente, estavam precisando de árbitros honestos e Homer foi convidado para apitar a Copa do Mundo de Futebol. Achei muito interessantes e engraçadas algumas das sacadas que eles tiveram sobre o Brasil, como o jogador que finge que é derrubado na hora do jogo (Neymar?), o narrador que mais parece o Galvão Bueno, a freira tirando a roupa no meio da arquibancada, os brasileiros cantando mesmo quando estão tristes, as tentativas de corrupção de Homer, inclusive com a participação e o incentivo de vários brasileiros, e etc. Destaque para Marge tentando aprender português.

Outra parte bem legal é quando mostram a torcida brasileira e haviam duas placas escritas "Futebol: como os americanos tentam jogar e não conseguem" e "BEM VINDOS AO BRASIL! Arruaceiros, por favor, tumultuem no Paraguai". Aliás, no inicio do episódio, quando Homer foi convidado a apitar o jogo, vimos a falta de interesse dele em relação à oportunidade de estar em um dos maiores eventos esportivos do mundo. Assim são os americanos, como o futebol (o nosso) não está entres os esportes favoritos deles, eles não ligam muito para a Copa. Legal ver esse contraste cultural.

Ao mesmo tempo em que achei que as tiradas em relação ao nosso país interessantes, senti que faltou um algo mais. Eu realmente esperei um episódio mais polêmico e senti que eles pegaram leve dessa vez, ao mesmo tempo em que a relação Homer/Lisa foi desenvolvida superficialmente. Acertaram nas tiradas, mas esqueceram de desenvolver a história. Deixa para a próxima.

PENSAMENTOS DO HOMER (Ele estava inspirado nesse episódio):

"Ninguém nunca questionou meu profissionalismo. Exceto na minha profissão."

"Agora vamos jogar pebolim humano!"

"Até agora não acredito que os cartões amarelo e vermelho não significam mostarda e catchup."

P.S.: Por que El Divo (Neymar) e o narrador tinham nomes em espanhol? E por que os caras que tentaram subornar Homer tinham jeito de italianos?

P.S.2: Já pensou se no final da Copa do Mundo o Brasil perder de 2 a 0 para a Alemanha?

25x17 - Luca$

The Simpsons 25x17 – Luca$

Essa temporada de The Simpsons está se mostrando bastante focada em relacionamentos. Tivemos Bart e um garoto falcoarista e Lisa com uma garota republicana. Pelo nome do episódio e os seus primeiros minutos, vemos que o foco é Lisa e o garoto Luca$ (ou Luca-dólar), um garoto interessado em competições de comer muito parecido com seu pai. Porém, depois de assistir ao episódio, percebi que quem roubou a cena foi a relação Bar/Snake.

Tudo começou quando Lisa salvou um garoto de morrer engasgado. Com isso, ela acabou criando uma certa amizade com ele. Marge ficou paranoica com isso, já que o menino podia ser o Homer de Lisa. Se eu fosse Marge, nem me preocuparia, já que não senti conexão alguma entre os dois. Esse sentimento ficou maior ao percebemos que a trama dos dois acabou dando em uma crise matrimonial de Homer e Marge. Percebi o que os roteiristas estavam tentando fazer, mas acho que a execução não foi a das melhores.

Em compensação, conexão foi o que não faltou com Bart e Snake, apesar dos dois aparecem juntos em apenas duas cenas desse episódio. Creio que, pela personalidade rebelde de Bart, podemos ver uma ligação maior entre os dois. Mas nem tudo foi ruim na trama Lisa/Luca$, Homer tentando convidar a filha para um encontro como se ela fosse um interesse romântico foi bem legal (e esquisito ao mesmo tempo).

Resumindo, Lisa e Luca$ não funcionaram, mas Bart e Snake sim. Estou percebendo que, de uns episódios para cá, os roteiristas estão acertando em um lado do episódio, mas negligenciando o outro. Isso precisa ser visto com mais cuidado: ou se faz um episódio com todos no mesmo contexto ou se dá atenção igual às múltiplas histórias.

No geral, Luca$ foi um episódio razoável, mas poderia ter sido mais bem executado. Até a próxima review!

Pensamento do Homer Mil House: "Eu nunca suspeitaria do único criminoso da cidade”.

P.S.: Sério que o nome completo do Snake é Albert Knickerbocker Aloysius Snake? Lol

P.S.2: Destaque para o Couch Gag dedicado ao Minecraft. Ficou legal.
Patreon de O Vértice