The 100 1x10 – I Am Become Death

The 100 1x10 – I Am Become Death

“Estou me tornando a morte, destruidor de mundos.”

Logo no início deste episódio, já constatamos que realmente sobrou apenas os restos do que um dia foi a nave Exodus. Se a pessoa não morresse no impacto, ela certamente morreria carbonizada, devido à explosão. Se alguém aparecer vivo depois disso tudo já seria forçar demais. Porém, como já vimos de quase tudo nessa vida, esperemos...

Murphy é um personagem que tinha sumido da trama depois de ser abandonado pelo grupo. Eis que o indivíduo retornou como uma bomba biológica inteligentemente plantada pelos grounders. Foi uma ótima estratégia essa de um ataque biológico. Aliás, cada um usa as armas que tem: os jovens podem usar todas as suas munições de armas de fogo, mas, em contra partida, os grounders tem todo o conhecimento daquele ecossistema e dos perigos que ele possui. A estratégia deles era enfraquecer o oponente para depois partir para o ataque.

Além de ter sido utilizado como arma, Murphy aparentemente pagou uma parte de seus pecados na sua jornada, pois ainda foi torturado. Ele mesmo confirmou que contou tudo o que sabia sobre o seu povo... Os grounders não apenas estavam planejando um simples ataque, estavam com a intenção de exterminar os rivais. O personagem mais repugnante da trama estava passando por um processo de redenção: ele retornou e passou o episódio inteiro dando uma de bonzinho, o que convenceu todo mundo. Porém, no final, do nada ele ligou a função de psicopata e matou o outro a sangue frio. O cara mostrou que não quer nada mais que vingança. A segunda chance que Clarke acredita com certeza não se aplica a esse indivíduo.

Finn foi a mente brilhante da vez. Se não fosse por ele, provavelmente não restaria ninguém para contar a história para o pessoal da Arca. A intenção dele não era um ataque, mas sim uma forma de ganhar tempo, atrasando o ataque inimigo. Para isso, tentou-se construir uma bomba forte o suficiente para destruir a ponte. O detalhe é que, na falta de um pavio, seria necessário um atirador com a pontaria boa o suficiente para acertar o alvo a 60 metros. Foi aí que toda a responsabilidade ficou nas costas de Jasper, uma vez que ele era o único atirador que não estava doente. Foi legal vê-lo deixando toda a babaquice de lado e retomando a amizade com o seu fiel companheiro.
Quem inventou a bomba atômica também achava que era um pacificador. E como isso acabou sendo para ele?”
Gostei dessa analogia que os roteiristas fizeram. Eles mostraram que aqueles recém-habitantes da Terra já estão cometendo o mesmo erro que os seus antepassados já tinham cometido: estavam criado bombas, conflitos e todo um ambiente propício a devastações, que inclusive foram os motivos deles próprios abandonarem a Terra. As citações de Bellamy e a criação da bomba foram bem simbólicas para deixar claro que eles não estão seguindo um rumo muito próspero.

Algo me diz que esses homens das montanhas serão as verdadeiras preocupações dos jovens, pois os próprio grounder demonstrou um certo medo deles.

Obs. 1: Sempre tem que ter um asiático para salvar o dia e um perturbado para ligar a função de psicopata...

Obs. 2: Só o irmão estando prestes a morrer para Octavia deixar essa chatice dela de lado.

Obs. 3: Ao todo, foram 14 mortes causadas pela estratégia dos grounders. Isso sem nem ao menos eles chegarem perto dos jovens. Imagina quando for um confronto direto...
Patreon de O Vértice