The 100 1x09 – United Day

The 100 1x09 – United Day

“Você mandou atirar em mim, detonou uma bomba em público, matando 6 inocentes, e agora quer matar a todos nessa estação espacial para satisfazer o seu ego?”

Está faltando emoção nas suas séries? Então, assista The 100, pois há uma grande possibilidade disso mudar. Esse foi de longe o episódio mais tenso até agora. Bomba no espaço, flechas, lanças e tiros na Terra.

O nome do episódio faz menção ao dia em que supostamente os ancestrais de 12 estações se juntaram e formaram a Arca. Finn afirmou que isso era, na verdade, um tanto quanto hipocrisia da parte deles, pois, segundo ele, a Arca se uniu somente depois que a 13ª Estação explodiu. Agora, tive um flashback de Jogos Vorazes na minha mente...

O que era pra ser um dia de alegria e comemorações na Arca logo se tornou num caos, com a explosão de uma bomba. Achei bem forte a cena da explosão. Era partes de seres humanos voando para todo lado... E o pior é que foi bem na apresentação das crianças, sendo que uma estava até segurando uma bandeira do Brasil. Essa explosão causou a morte de 6 pessoas, incluindo a mãe de Marcus – bem dramática a cena dele se despedindo, até porque, momentos antes, ele mal deu atenção para ela.

Tudo fazia parte de um motim liderado pela megera Diana, com o intuito de matar todos aqueles que tinham o poder de liderança no conselho. Mas esse foi um plano mal sucedido, uma vez que Jaha conseguiu sobreviver. A outra opção dela seria apoderar-se da nave Exodus, e foi o que ela realmente fez. Verdades foram ditas e o desespero tomou conta dos outros membros da nave, pois, depois que a Exodus for lançada, os recursos da Arca ficarão extremamente escassos.

O bom graunder apanhou muito em episódios passados, mas nesse o cara se deu bem demais. Finn acabou encontrando o casal e, como era o "Dia da União", nada mais oportuno do que tentar uma trégua entre os dois povos. Ficou então marcado o encontro entre ambos os líderes para discutir o acordo, sendo Clarke a representante dos The 100. Mas esse pessoal não sabe guardar segredo: Finn foi chamar a Clarke, que chamou Bellamy, que chamou o Jasper, cuja conversa foi ouvida por Raven, que foi de intrometida... Eu já estava pensando que iriam todos os que restaram ali dos 100.

Mas o importante a se dizer é que a líder dos grounders não demonstrou qualquer confiança nas palavras de Clarke. Na visão dos grounders e de acordo com as suas atitudes, os jovens não são nada mais do que invasores, sendo uma ameaça àquele povo. Equivocadamente ou não, Jasper acabou dando o primeiro tiro, dando início à guerra que ainda está por vir.

No final do episódio, eis que surgiu a Exodus no horizonte caindo de uma forma inesperada. No piloto, muitos se perguntaram como era possível fazer um pouso tão tranquilo e de uma forma quase que perfeita. Infelizmente, não foi o que ocorreu com a segunda nave a se aventurar em terra firme. Ficou claro que a pressa é realmente inimiga da perfeição e, depois de uma explosão daquelas, é quase que nula a chance de sobrevivência de alguém na Exodus. O pior é que a Abby estava lá... :(


Obs.: Se você vai fazer um tratado de paz, nunca leve o Jasper.
Patreon de O Vértice