Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. 1x20 – Nothing Personal


Corra, Lola! Corra!

Eis que tivemos mais um episódio de tirar o fôlego. Se semana passada eu cheguei a reclamar da falta de ação, acabei descobrindo que todas as cenas de ação estavam guardadas para essa semana.

Uma coisa boa que aconteceu foi o fato de que não esperaram até o final do episódio para colocarem Maria Hill em cena. Logo de cara, tivemos a honra de sua presença. Apesar de todos os recentes acontecimentos na S.H.I.E.L.D., já deu para perceber que a moça não se voltou contra aqueles que um dia foram seus aliados, afinal, se ela realmente estivessem caçando os membros remanescentes da agência, ela não teria ajudado May a fugir.

Outra coisa positiva foi o fato de não terem enrolado muito na descoberta da identidade de Ward. Tenho que dizer que a maneira com que desenvolveram esse plot foi muito criativa. Eu não teria conseguido pensar em escrever no painel de paisagem igual Skye fez. Novamente, quero destacar a atuação de Fitz. Eu já admiro muito o personagem de modo geral, mas os momentos de maior emoção sempre são o ápice!

Sempre acreditei que Skye não se daria por vencida tão facilmente, porém achei que ela manteria o disfarce por um pouco mais de tempo. E acho que nunca mais irei duvidar de suas habilidades de hacker, afinal ela conseguiu tirar Ward de seu anonimato, transformando-o em um dos caras mais procurados pela polícia. Quero destacar a forma com a qual ela revelou para Ward que sabia de tudo, pois o ódio que saia de seus olhos chegou a me dar um pouco de medo.

Agora, vamos nos colocar no lugar da personagem: a moça simplesmente foi capturada pelo cara que estava apaixonada e por um outro cara que ela ajudou a salvar e tentou dar uma vida melhor desde o episódio piloto. Se eu estivesse no lugar dela, teria facilmente entrado em colapso.

Uma das poucas coisas que senti falta essa semana foi de participações de personagens do Universo Marvel. Tirando o Coronel Talbot e a citação a Alexander Pierce e ao Caveira Vermelha, nada de novo foi introduzido. Mas, claro, isso é apenas um detalhe...

Algo que eu notei que acabou sendo interessante é que tanto Mike quanto Skye e Ward possuem uma espécie de consideração um pelo outro, pois, se não houvesse um mínimo de respeito entre eles, Skye deixaria Ward morrer e, por consequência disso, ela seria automaticamente assassinada pelo Deathlok após abrir os arquivos da S.H.I.E.L.D. para a H.Y.D.R.A.. Assim, nenhuma das duas coisas aconteceu.

Mas eu realmente fiquei muito animado, ansioso e emocionado no momento do resgate de Skye, pelo fato de que o nosso carro preferido voltou à ação. Sim, meus amigos, estou falando de LOLA. Já estava com muita saudades da dama de vermelho! O que foi mais legal de toda a cena foi que, apesar de todos os momentos de tensão do episódio, ainda tiveram tempo para introduzir aquela piadinha da taxa de estacionamento.

Agora só nos resta esperar para ver o que na verdade é o projeto T.A.H.I.T.I.. Estou ficando com medo, pois algumas possibilidades nem um pouco animadoras estão surgindo em minha mente, isso porque, se o próprio Coulson (antes do procedimento) se demitiu do projeto, é porque algo bem sombrio está para ser revelado.

Fiquem agora com o promo do próximo episódio. Analisem e comentem, pois está cada vez mais difícil manter meu argumento sobre o Ward.

Patreon de O Vértice