Arrow 2x22 – Streets of Fire

Arrow 2x22 – Streets of Fire

'Arrow - the samba never ends'

No meio de tantas estreias ruins, tantos retornos ruins, tantas séries caindo, temos Arrow, uma das RARÍSSIMAS que me faz ver o episódio CORRENDO assim que sai a legenda. É ela a série que me faz chorar, que me arrepia, que me enche de orgulho pelo caminho que trilha. Já aviso que essa semana a review será um pouco mais longa, porque estou louca. Obrigada. De nada.

Streets of Fire veio para ser, do princípio ao fim, o episódio mais emocionante da série. Com um começo em que Felicity apareceu ~ toda toda ~  atropelando Isabel, já era de se esperar que fosse assim mesmo.

Quem acompanha as reviews aqui sabe o quanto eu sempre fui chata com as inclusões dos personagens e sempre me perguntei para que serviriam. Porém, meus olhos se encheram de lágrimas quando começaram a fechar algumas pontas.

Sobre Marlcom, achei maravilhoso ele aparecendo para salvar a Thea! Foi tão maravilhoso que, inclusive, me esqueci de não gostar dele. Já sobre Blood, ele voltou e achou que sambaria e teria a cidade, mas morreu. Contudo, é importante dizer que, sem ele, Slade não teria conseguido o que conseguiu.

Laurel ficou avulsa a temporada toda, mas, nessa reta final, está mostrando que pode ser uma Canário LINDA, MARAVILHOSA, CHARMOSA, GOSTOSA, INTELIGENTE E PODEROSA. Por outro lado, Quentin fez todo sentido no seu mimimi com o vigilante, ao envolver a policia e servir de ponte.

Outra que era avulsa é Amanda, mas agora ela passou ser a pessoa que destruirá a cidade como medida de emergência. O Barry ainda não apareceu novamente, mas serviu de ligação para a criação da cura.

Sobre Sara, minha querida, amada e idolatrada Sara... Ela carrega a culpa do 'imperdoável' nas costas, usa uma peruca loira (que eu nunca tinha reparado), é a típica heroína que não se vê como heroína... Sara, eu não estou pronta para te dar adeus :'(

Voltando aos acontecimentos, nada tenho a dizer sobre os flashbacks, mas muito tenho a dizer sobre Thea vs Marlcom. Lembro que, na temporada anterior, houve um tempo em que ele era muito mimizento chato. Ele + Thea é unir o útil ao (des)agradável. Não acredito que ela tenha atirado nele de fato, não após ele ter salvado a sua vida (e, sinceramente, é a THEA, né, gente?). Não sei de HQ, portanto, dentro da minha ignorância, consigo enxergar um futuro em que Marlcom ensina sua forma de ver o mundo para Thea. Mas paro por aí, porque nem eu consigo viajar num Thea vs Olie. Portanto, esperemos. hahaha

Para finalizar, sempre achei um pouco chato quando me deparava com as comparações de Arrow/Batman, mas, gente... COMO NÃO LEMBRAR DE GOTHAM CITY com a parte da A.R.G.U.S. fechando as únicas saídas? Como não lembrar de Gotham vendo Starling sendo destruída, isolada e obrigando 'seu próprio povo' a lutar e a se reencontrar para posteriormente se reerguer? COMO NÃO COMPARAR E AMAR? Pois é, não tem como <3

Assim sendo, me despeço de vocês com o coração apertado por saber que essa maravilha está chegando ao fim, mas com toda a expectativa e ansiedade desse mundo.
Patreon de O Vértice