Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman

No último domingo (02) fomos surpreendidos pela triste notícia do falecimento do ator americano Philip Seymour Hoffman, encontrado morto em seu apartamento em Nova York, nos EUA.


Hoffman tinha 46 anos e um vasto currículo com grandes trabalhos, alguns os quais fizemos questão de lembrar e colocar nessa lista que de certa forma presta uma homenagem à personalidade marcante que o ator tinha e que recentemente pôde ser vista novamente em sua participação na franquia Jogos Vorazes.


Leia também: Morte de Phillip Seymour Hoffman lança dúvida sobre futuros projetos


Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman


Em Missão Impossível 3 (2006) acompanhamos o agente Ethan Hunt (Tom Cruise), que está afastado do trabalho de campo para a IMF, trabalhando apenas como treinador de novos agentes. Ele agora leva uma vida tranquila com Julia (Michelle Monaghan), com quem pretende se casar e que nada sabe sobre seu verdadeiro trabalho. Contudo Ethan é chamado de volta à ativa quando uma de suas pupilas, Lindsey (Keri Russell), é capturada por Owen Davian (Philip Seymour Hoffman), um negociante de armas sem escrúpulos. Para resgatá-la é reunida uma nova equipe, formada por seu velho amigo Luther Stickell (Ving Rhames), o especialista em transportes Declan (Jonathan Rhys Meyers) e Zhen (Maggie Q).


Apesar de ser mais “um” da franquia protagonizada por Cruise, Philip colaborou muito para o enriquecimento do filme sendo o vilão Owen Davian, deixando bem claro o seu tom de atuação marcante.



[divider top="no"]


Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman


Em Tudo pelo Poder (2011), a trama apresenta o jovem idealista Stephen Myers (Ryan Gosling). Dedicado, obsessivo e apaixonado por política, trabalha como assessor de imprensa de Mike Morris (George Clooney) governador democrata candidato a corrida presidencial nos Estados Unidos. Que também conta com a ajuda do experiente Paul (Philip Seymour Hoffman) para derrotar o concorrente, assessorado pelo igualmente experiente Tom Duffy (Paul Giamatti). Durante a briga para definir quem sairá vencedor nas eleições primárias, o staff dos candidatos trava um intenso jogo de poder, aonde a sujeira não vai para debaixo do tapete e sim para os noticiários. No meio de batalha pelo poder, Myers ainda encontra tempo para ser pressionado por duas mulheres e razões diferentes: a jornalista Ida (Marisa Tomei) e a estagiária Molly (Evan Rachel Wood).


Nesse filme Philip Seymour Hoffman não interpreta um protagonista, mas nem por isso passa despercebido, pelo contrário. Se ainda não assistiu esse filme vale a pena conferir.



[divider top="no"]


Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman


A trama de O Mestre (2012) se passa no fim da Segunda Guerra Mundial, e mostra o marinheiro Freddie Quell (Joaquin Phoenix) tentando reconstruir sua vida. Traumatizado pelas experiências em combate, ele sofre com ataques de ansiedade e violência, e não consegue controlar seus impulsos sexuais. Um dia, ao acaso, ele conhece Lancaster Dodd (Phillip Seymour Hoffman), figura carismática e líder de uma organização religiosa conhecida como A Causa. Reticente no início, ele se envolve cada vez mais com este homem e com suas ideias, centradas na ideia de vidas passadas, cura espiritual e controle de si mesmo. Freddie torna-se cada vez mais dependente deste estilo de vida e das ideias de seu Mestre, a ponto de não conseguir mais se dissociar do grupo.


Muito bem aceito pela crítica, o talento de Hoffman para papéis dramáticos e controversos se sobressalta ainda mais, mesmo tendo ao lado a excelente atuação de Phoenix e Adams. Tal trabalho lhe rendeu até uma indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e ao Globo de Ouro.



[divider top="no"]


Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman


O intrigante Dúvida (2008) acompanha o carismático padre Flynn (Philip Seymour Hoffman) que tenta acabar com os rígidos costumes da escola St. Nicholas, localizada no Bronx. Contudo a diretora do local é a irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), que acredita no poder do medo e da disciplina. Em meio isso a escola aceitou recentemente seu primeiro aluno negro, Donald Miller (Joseph Foster), devido às mudanças políticas da época. Um dia a irmã James (Amy Adams) conta à diretora suas suspeitas sobre o padre Flynn, de que esteja dando atenção demais a Donald. O fato então se torna o suficiente para que a irmã Aloysius inicie uma cruzada moral contra o padre, tentando a qualquer custo expulsá-lo da escola.


Fazendo com que o expectador se questione em inúmeros momentos, a brilhante e visceral atuação de Hoffman ao lado de Streep prende a sua atenção do início ao fim. Sem dúvida nenhuma, esse é um dos principais trabalhos do ator, que por sinal lhe rendeu diversas indicações a prêmios como o Oscar, Globo de Ouro, BAFTA, entre outros.



[divider top="no"]


Os 5 trabalhos Mais Marcantes da Carreira de Philip Seymour Hoffman


E no primeiro lugar, temos Capote (2005), filme que fez de Philip Seymour Hoffman o sucesso dos últimos anos. No filme em novembro de 1959, Truman Capote (Hoffman) lê um artigo no jornal New York Times sobre o assassinato de quatro integrantes de uma conhecida família de fazendeiros em Holcomb, no Kansas. O assunto chama a atenção de Capote, que estava em ascensão nos Estados Unidos. Capote acredita ser esta a oportunidade perfeita de provar sua teoria de que, nas mãos do escritor certo, histórias de não ficção podem ser tão emocionantes quanto às de ficção. Usando como argumento o impacto que o assassinato teve na pequena cidade, Capote convence a revista The New Yorker a lhe dar uma matéria sobre o assunto e, com isso, parte para o Kansas. Acompanhado por Harper Lee (Catherine Keener), sua amiga de infância, Capote surpreende a sociedade local com sua voz infantil, seus maneirismos femininos e roupas não convencionais. Logo ele ganha a confiança de Alvin Dewey (Chris Cooper), o agente que lidera a investigação pelo assassinato. Pouco depois os assassinos, Perry Smith (Clifton Collins Jr.) e Dick Hickock (Mark Pellegrino), são capturados em Las Vegas e devolvidos ao Kansas, onde são julgados e condenados à morte. Capote os visita na prisão e logo nota que o artigo de revista que havia imaginado rendia material suficiente para um livro, que poderia revolucionar a literatura moderna.


Capote pode ser considerada a produção que Philip Seymour Hoffman deve ter dedicado mais energia, afinal a gravação do longa foi feita em pouco mais de um mês, além do intenso estudo sobre o escritor norte-americano e a perda de 18 quilos.


A atuação de Hoffman rendeu prêmios e mais prêmios como o Oscar de Melhor Ator, O Globo de Ouro, o BAFTA, entre outros. Capote é a principal lembrança que Philip Seymour Hoffman poderia ter deixado.



Hoffman também trabalhou nos filmes: Quase Famosos (2000), Jogos do Poder (2007), Sinédoque, Nova York (2008), Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto (2007), Magnólia (1999), O Talentoso Mr. Ripley (1999), Dragão Vermelho (2002), Cold Mountain (2003), Patch Adams (2008), O Homem que Mudou o Jogo (2011), entre outros.


Saiba mais sobre Cinema aqui!


[divider top="no"]

Patreon de O Vértice